Agressivo e intenso. É assim que o técnico Diego Aguirre espera, e acredita, que vai ver o Atlético-MG desde o início de jogo contra o Racing, na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Independência, pelas oitavas de final da Taça Libertadores. O Galo precisa vencer para avançar para a fase seguinte.

Empate em 0 a 0 leva a decisão da vaga para os pênaltis. Empate com gols, ou vitória do time argentino, classificam os hermanos.

Contra o América-MG, no primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro, o treinador criticou a postura dos seus comandados, que, segundo ele, não entraram em campo com espírito de final. Porém, Aguirre nem cogita a chance de o Atlético-MG entrar desligado em campo diante do Racing.

– Não, não..

. Isso é impossível.

É Libertadores! Imagino o time começando
agressivo, com muita intensidade, com a
torcida apoiando. Não quero desmerecer o jogo de hoje
(domingo), mas a Libertadores é outra coisa.

O espírito do time, não
tenho dúvida nenhuma que vamos fazer um bom jogo. Não gosto de prometer
que vamos ganhar, mas vamos fazer de tudo para que aconteça.

A confiança
é total no time, nos jogadores. É momento de decisão, primeiro na
quarta, depois domingo.

Imagino o time começando
como nos jogos da Libertadores, agressivo, com muita intensidade, com a
torcida apoiando. O espírito do time, não
tenho dúvida nenhuma que vamos fazer um bom jogo.

O uruguaio tranquiliza os torcedores que estão receosos. E cita os três jogos que o Galo fez em casa nesta Libertadores para provar que, na competição continental, a situação é diferente.

Venceu todas e não levou um gol sequer: 1 a 0 no Independiente del Valle, 3 a 0 no Colo-Colo e 4 a 0 no Melgar.- Temos que entrar (de forma) diferente no jogo de quarta.

Acho que o torcedor tem que lembrar dos jogos que fizemos em casa pela Libertadores, todos muito bons. Então, acho que o torcedor não tem que ficar tão preocupado.

Temos que lembrar dos três jogos que fizemos em casa, em que fomos bem, marcamos muitos gols, e tentar repetir essas atuações. Temos que estar todos juntos para conseguirmos a vitória na Libertadores, e depois a decisão de domingo.

Temos que nos preparar para fazer um grande jogo e passar de fase.Para finalizar, Diego Aguirre ressaltou a grandeza e a história do Atlético-MG, time acostumado a decisões, e disse o que espera dos jogadores diante do Racing.

– Limite total, entrega total, sacrifício total. não tem outra decisão, é assim, 120%.

Acho que estamos preparados, como um time de tradição, um time grande, que sabe jogar finais ao longo da história. Quarta-feira vamos tentar fazer um grande jogo para poder chegar a este objetivo (classificação).

.

Fonte: Globo Esporte