O técnico Diego Aguirre enalteceu a entrega do time do
Atlético-MG no empate em 2 a 2 com a URT, pelo Campeonato Mineiro, apesar de
ressaltar que já esperava as dificuldades encontradas no estádio Bernardo
Rubinger, em Patos de Minas.- Sabíamos que seria um jogo com muitas dificuldades, que teve
muito desgaste físico e psicológico. Sabíamos que estava difícil para colocar a
qualidade técnica em campo, mas tivemos vontade, o mais importante é o
resultado.

Difícil analisar o jogo de hoje para mim – disse.Aguirre justificou a escolha por colocar Robinho no banco.

Na visão do treinador, a opção era poder ter opções para o segundo tempo, como
o atacante e o meia Dátolo.- Uma opção que achamos que era boa.

Temos que tomar
decisões, proteger e cuidar dos jogadores. Uma opção boa para o segundo tempo e
para ganhar o jogo.

Depois com Robinho e Dátolo achei que poderíamos ganhar,
mas não foi assim. Mas vamos para a casa, com um empate, mas demos um grande
passo para chegar a final.

Hoje não veio a vitória, mas foi bom.O técnico do Atlético-MG ressaltou o fato de o time levar
para Belo Horizonte a vantagem, mesmo tendo saído atrás do marcador em duas
oportunidades.

– Primeiro que as duas vezes que estivemos perdendo, fomos
buscar ainda perdemos um pênalti. Eu não quero analisar muito esse jogo, porque
esteve condicionado, não nos sentimos bem nesse campo, não pudemos ter posse de
bola, tivemos que mudar o jeito de jogar, tivemos que colocar bolas longas.

Jogo com muitas dificuldades, mas o positivo é que começamos a semana de
decisões. Quinta com a classificação, hoje mais perto de chegar à final.

Temos
que trabalhar e o que vem agora para o que vem pela frente.Os dois gols da URT saíram de falhas individuais de Marcos
Rocha e Victor.

Aguirre admitiu os erros, mas preferiu ver méritos no
adversário.- Acho que sim (falhas individuais).

Tem situações que se
cometem erros, condicionado, mas também não quero falar isso, time rival
pressionou. Merecem estar onde estão, estão brigando pela final.

Não quero
falar das coisas que já foram, continuamos isso em casa, com um jogo decisivo e
vamos manter a vantagem. Isso é muito importante.

Por fim, o treinador explicou o fato de o time ter feito
muito a ligação direta entre a defesa e o ataque, principalmente no primeiro
tempo.- Hoje tivemos que jogar mais com as bolas longas, mas não
sentimos como um time, com toda a qualidade que podemos mostrar, hoje estava
difícil.

Temos que nos preparar para isso até na Libertadores, com jogos fora
de casa, se não dá para jogar tem que lutar, tem que dar o sacrifício.
.

Fonte: Globo Esporte