Depois de uma temporada de 2015 em que concentração era um fenômeno raro no Atlético-MG, sob a batuta de Levir Culpi. Os jogadores do Galo estão se reacostumando já que esta pratica é comum na gestão de Diego Aguirre. Normalmente, o elenco se concentra um dia antes dos jogos, mas desta vez, Aguirre optou que os jogadores voltassem para a Cidade do Galo nesta segunda-feira, às 22h (de Brasília), para entrar no esquema de concentração total até a partida contra o Racing, nesta quarta-feira, às 21h45, no estádio Independência, pelas oitavas de final da Libertadores.

Até o final da partida serão mais de 48 horas de concentração e convivência total entre os atletas. O atacante Hyuri acredita que os jogadores do Galo tem plena consciência de que não podem cometer deslizes quando não há concentração.

No entanto, ele acredita que o elenco recebeu bem a recomendação. – Eu acho que é válido, até porque foi uma ordem que acatamos bem.

  Sabemos tudo que devemos fazer fora de campo, mas isso foi decidido, e vamos concentrar hoje (segunda-feira) e acatar. Isso não vai atrapalhar os jogadores.

 No primeiro jogo, empate por 0 a 0 na Argentina. O Galo só se classifica no tempo normal se derrotar o Racing.

Caso o empate sem gols se repita, a decisão vai para os pênaltis. Se a igualdade for com gols, o time argentino passa de fase.

 
.

Fonte: Globo Esporte