Foi de sete, no Mineirão. Mas calma, não foi a Alemanha. No 7 a 1, na Copa de 2014, contra o Brasil, eles jogaram com três volantes de origem – Khedira, Kroos e Schweinsteiger -, mas que se movimentavam bastante.

No 7 a 2 (veja os melhores momentos no vídeo acima), do Atlético-MG sobre o Villa Nova-MG, neste sábado, Diego Aguirre também testou um esquema com três volantes, com Júnior Urso, Leandro Donizete e Rafael Carioca. E, pra quem perguntou, se a formação era mais defensiva por conta disso.

A resposta veio no placar. – Me perguntaram antes do jogo se seríamos mais defensivos por jogar com três volantes, e eu falei que não necessariamente, porque a ideia era pressionar no campo deles,usar bem as laterais, mais Clayton, mais Pratto, mais Robinho.

Acho que tivemos a sorte de marcar rapidamente o primeiro gol e aí tivemos controle do jogo e situações favoráveis, contra um time que é muito bom, atacou a todo momento, mas também deu espaços.Claro que o resultado com a nova formação empolga os torcedores do Atlético-MG.

Mas a pergunta é: Aguirre vai repetir o esquema com três volantes na partida contra o Independiente del Valle, na quarta-feira, pela Libertadores? O próprio treinador responde que não necessariamente. O uruguaio explica que a formatação foi muito em função de algumas ausências no grupo, o que pode mudar para o jogo no Equador.

 – Isso é uma alternativa que podemos utilizar. Mas também hoje
não tivemos nem Cazares, nem Dátolo, nem Luan.

Isso permitiu jogar com três volantes,
mas perfeitamente é uma forma de jogar que podemos utilizar, mas, como falei, não
significava que porque jogamos assim hoje, vamos jogar assim quarta. São competições
completamente diferentes.

Não podemos pensar que porque fizemos 7 gols esta
tudo bem. Tivemos erros também.

VEJA MAIS>> Veja como foi o Tempo Real da partida>> Gols por atacado: Robinho marca mais três e vê merecimento em vitória>> Rocha vibra com goleada após revés no clássico e rasga elogios a Robinho >> Confira a tabela completa do Campeonato MineiroNo entanto, o treinador acredita que o time se comportou muito bem com três volantes. – Eu tentei separar o jogo contra o Villa com o de quarta-feira, porque tivemos algumas ausências.

Cazares, Luan, Erazo, que vão estar à disposição para quarta. É importante ganhar e testar como time se sentia com três volantes de marcação.

Foi muito bom o funcionamento, os três se comportaram bem. Mas a partir de agora, vamos pensar no jogo de quarta, e ainda não tenho uma definição, vamos esperar.

 Com a vitória, o Atlético-MG chega aos 20
pontos e à vice-liderança. De quebra, ainda garante a classificação para
as semifinais do Campeonato Mineiro.

O segundo lugar, entretanto, ainda
não está garantido. O próximo desafio no Estadual é contra o Tricordiano, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), pela última rodada da primeira fase, no Independência.

Antes, o Galo vira o foco para a Libertadores, contra o Independiente del Valle, no Equador, na quarta-feira, às 21h45.
.

Fonte: Globo Esporte