Caiu a invencibilidade do Atlético-MG na Libertadores 2016.
Se havia encantado em jogos anteriores, o time de Diego Aguirre mereceu a
derrota por 3 a 2 para o Independiente Del Valle, em Sangolquí, pela quinta rodada do Grupo 5 da competição continental.O futebol do time atleticano não foi nem de longe brilhante.

Pelo contrário. Uma das piores apresentações do Galo no ano, principalmente no
primeiro tempo, quando levou os três gols de Sornoza (2) e Cabezas.

Lucas
Pratto e Júnior Urso descontaram para o Galo. O estado do gramado do Estádio
Rumiñahui prejudicou a equipe mais técnica, porém, não influenciou diretamente
no resultado.

Apesar do revés, o Atlético-MG permanece na primeira
colocação do Grupo 5, com dez pontos, mesma pontuação do Independiente del Valle, porém, com
saldo melhor (4 a 3). O Colo-Colo, do Chile, com cinco pontos, joga nesta
quinta-feira, no Peru, contra o Melgar, lanterna da chave, ainda sem pontuação.

O próximo compromisso do Galo é no dia 14, contra o Melgar,
do Peru, no Mineirão, às 19h30 (de Brasília). Já o del Valle vai ao Chile, onde
encara o Colo-Colo, no mesmo dia.

Dois tempos distintosO primeiro tempo do Atlético-MG foi para esquecer. Ou
melhor, para se lembrar do que não se deve fazer em partida de Libertadores.

Com um futebol apático, a única coisa boa na primeira etapa do lado atleticano
foi o gol de Júnior Urso, após tabela com Cazares. O Galo empatava a partida naquele momento, já que Cabezas
havia marcado na sorte, após tentar cruzar e a bola desviar em Marcos Rocha e
encobrir Uilson.

O jovem goleiro voltaria a ser notícia em falta cobrada por
Sornoza. Notícia ruim para os atleticanos, já que o arqueiro tentou adivinhar o
canto e levou o gol justamente no lado em que estava.

Numa das piores apresentações defensivas sob o comando de
Aguirre, o Atlético-MG cedia espaços a todo momento, principalmente do lado
esquerdo. E o del Valle chegou ao terceiro gol de pênalti com Sornoza, após
bola na mão de Leonardo Silva.

 Vendo um Galo apático em campo e frágil na marcação, Aguirre
colocou Leandro Donizete e sacou Cazares, no segundo tempo. O Atlético-MG
melhorou e ainda chegou ao segundo gol logo no início da segunda etapa.

Pratto,
de pênalti, descontou, mas faltou criatividade para o time criar chances em busca do empate, que daria a classificação.
.

Fonte: Globo Esporte