Artilheiro do Campeonato Mineiro com oito gols, Robinho tem a chance de ampliar a marca neste domingo, no Independência. Ao lado do meia Cazares e do goleiro Victor, recuperado de cirurgia no joelho, o jogador completa o trio de titulares do Atlético-MG relacionados para enfrentar o Tricordiano, nesta tarde, às 16h (de Brasília), pela última rodada da fase de classificação do Estadual. O restante do grupo principal do Galo está sendo preservando para o duelo contra o Melgar, pela Libertadores, na próxima quinta-feira, no Mineirão.

LEIA TAMBÉM:>> Para assegurar segundo lugar, Galo enfrenta o desesperado Tricordiano >> De olho na Libertadores: Galo e Carlos Eduardo têm pouco tempo para acerto  As boas atuações de Robinho no Mineiro (reveja o show dele contra o Villa Nova-MG no vídeo acima) contrastam com o rendimento dele na disputa internacional. Até agora foram três partidas, mas, em nenhuma, esteve perto da performance que o jogador teve na maioria das partidas pelo Estadual.

A maioria das explicações remete a fatores extra-campo, mas, na derrota para o Independiente del Valle, no Equador, o jogador atuou abaixo do esperado, assim como o restante dos companheiros. No entanto, nesta edição, o jogador pode conquistar um importante feito.

Robinho está na sua quarta participação na Libertadores. Todas as outras
foram pelo Santos (2003, 2004 e 2005) e, entre os jogadores brasileiros que atuam
na atual edição, é o maior artilheiro, com 14 gols
marcados.

Faltam dois para ele ultrapassar Leandro Damião e se tornar o
brasileiro, ainda em atividade, com mais gols na competição continental.
Alguns fatores explicam o rendimento até agora de Robinho.

No primeiro jogo – contra o Independiente del Valle, no Independência – estava fora ritmo, normal para quem ainda não havia atuado na temporada. Depois, não pode atuar contra o Colo-Colo, no Chile, por ter sido picado por um inseto, ainda em Belo Horizonte, e ter desenvolvido uma infecção na coxa direita.

Robinho ficou cerca de duas semanas fora, recuperando-se, e retornou contra o próprio Colo-Colo, no Independência, entrando no segundo tempo, mas também teve atuação discreta. O terceiro jogo e o único que o atacante estava na melhor das condições foi na última quarta, mas ele apenas foi discreto em campo, sentindo muito as condições do gramado.

 Robinho é o principal jogador do time atleticano para a Libertadores e tem uma boa oportunidade de se aproximar ou até mesmo conquistar a marca no próximo jogo do Galo, na competição, que será contra o Melgar, na próxima quinta-feira, no Mineirão. Partida que vale para o time buscar a classificação como primeiro colocado do Grupo 5.

 O último gol de Robinho em Libertadores foi contra o Universidad de Chile, em 2005, pelas oitavas de final da competição. Naquele jogo, o atleta deu show, marcando dois e ainda executando dribles bem típicos do “Pedalada” (relembre no vídeo acima).

Depois, o atacante  só voltou a jogar pela Libertadores neste ano, mas ainda não balançou as redes.
.

Fonte: Globo Esporte