A estreia de Edgardo Bauza no comando técnico da Argentina
pode não ser única grande novidade para o duelo com o líder Uruguai, dia 1º de
setembro em Mendoza, recomeço das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa
de 2018. Pensando na melhor formação para o difícil encontro com a Celeste, o
treinador não descarta uma linha ofensiva com Lucas Pratto ao lado de Lionel
Messi, Sergio Agüero e Ángel Di María, apesar de admitir o pouco tempo para testar a
formação.

 Para El Patón, a entrada do centroavante
do Atlético Mineiro passa a ser uma importante alternativa a fim de vitaminar o poder de fogo da
Albiceleste, que após encarar os uruguaios terá a lanterna Venezuela, fora de
casa, como compromisso pelo torneio qualificatório para o Mundial da Rússia.

– Messi, Agüero, Di María e Pratto? Não é uma loucura. Vamos ver as
possibilidades.

A questão é chegarmos a um acordo, mas está em minha cabeça. Teremos
pouco tempo.

Na segunda-feira, vai chegar o restante dos jogadores (convocados).
O primeiro trabalho em grupo será na manhã de terça, quando veremos um vídeo
curto.

Treinaremos terça e quarta, nada mais. As opções que temos dão muitas
possibilidades.

Precisamos ver como armaremos a equipe nestas práticas –
justificou o técnico em entrevista ao diário “Olé”.Admirador confesso do estilo do Urso atleticano, Bauza lembrou o ótimo momento vivido pelo jogador, pela primeira vez chamado para defender a esquadra argentina.

Aos 28 anos, Pratto é indiscutível e ídolo para a torcida do Galo.– Eu o conheço muito
bem, e o segui muito de perto.

Quis levá-lo para o São Paulo, mas ele acabou
ficando (no Atlético). Ele tem um ano e meio muito bom no Brasil e se adapta
muito bem ao que a equipe quer – destacou o ex-treinador são-paulino e novo comandante do selecionado platino.

Confira as classificação e os resultados das Eliminatórias Sul-AmericanasTerceira colocada nas Eliminatórias com 11 pontos, a Argentina está a dois do
Equador e do Uruguai, este líder no critério de saldo de gols (8 a 5). Com
nove pontos conquistados, o Brasil, agora sob o comando de Tite, ocupa a sexta posição,
fora, portanto, da zona de classificação para a Copa.

.

Fonte: Globo Esporte