Os
desfalques do Atlético-MG – nove no total – para o clássico contra o
Cruzeiro, são problemas para o técnico Diego Aguirre,
mas não desculpas para um eventual resultado ruim. O treinador não
esconde a confiança que tem no grupo e garante que todos estão preparados para
buscar a vitória no jogo deste domingo, às 11h (de Brasília), no Horto, pela nona rodada do Campeonato Mineiro.-
Todas as coisas boas que nós conversamos, estamos passando confiança.

Todos já jogaram, jogaram bem. Não é momento
de buscar desculpas ou falar dos jogadores que não estão, porque isso
não serve para nada.

Os jogadores que vão começar, que estão no banco,
estão juntos e bem preparados.
 
Um dos substitutos é o goleiro Uilson, que fará seu primeiro jogo do ano e sua estreia em clássicos.

Apesar disso, o
jovem arqueiro tem total confiança de Aguirre.
 
Tenho muita confiança no trabalho do Chiquinho, que faz um trabalho espetacular, e ele (Uilson) está
tranquilo.

Então, eu também estou tranquilo. No futebol acontecem essas coisas, e sinto que ele está bem preparado- Com o Uilson, eu nem falei.

Tenho muita confiança no trabalho do Chiquinho, que faz um trabalho espetacular, e ele (Uilson) está
tranquilo. Então, eu também estou tranquilo.

No futebol acontecem essas coisas, e sinto que ele está bem preparado.
 
Os vários desfalques geram oportunidades, e uma delas é para o meia Capixaba, da base alvinegra.

Ele treinou com o elenco
profissional algumas vezes na semana pré-clássico e ganhou elogios de Aguirre.
 
 – Capixaba é um jogador da base que joga muito bem e vai para o banco.

Está talvez seja a nossa surpresa. Capixaba joga
muito e pode ajudar o time.

Ele vai estar no banco.
 
Experiência
 
Com
passagens por diversos times sul-americanos e europeus como jogador,
Diego Aguirre conhece clássicos e sabe da diferença
que pode fazer uma vitória ou uma derrota.

Para ele, que vai para o
primeiro clássico, o jogo de domingo será ainda mais especial e
delicado.-
Tive a sorte de estar em muitos clássicos tão importantes como esse
aqui.

Para mim é muito especial. Assim como os
torcedores, os jogadores querem ganhar também, porque é especial.

Se
você ganha clássico, muitas coisas vão melhorando, vai pegando
confiança. Sou novo aqui, tenho pouco tempo, e sempre ganhar o clássico é
especial.

Por isso estamos conscientes da importância
de ser o jogo mais importante, talvez, até agora. Temos outra
competição, mas o nosso objetivo é ganhar o campeonato mineiro, e temos a
oportunidade de ganhar o clássico em casa e ficar na primeira posição.

.

Fonte: Globo Esporte