Coincidência ou não, o zagueiro Erazo voltou ao time do Atlético-MG,
e o Galo não levou gol. Antes do jogo contra a Ponte Preta, domingo, na vitória
atleticana por 3 a 0, a defesa era a segunda pior do Campeonato Brasileiro. Até então, Erazo estava com a seleção do Equador, na disputa
da Copa América, competição que terminou para o defensor com a vitória dos
Estados Unidos, na última quinta-feira, na fase de quartas de final.

De volta ao Atlético-MG, o zagueiro
demonstrou um misto de sensações.- São dois sentimentos.

Primeiro foi de frustração por ficar
de fora de uma competição importante, que é a Copa América. E segundo uma
grande alegria por voltar em um momento difícil e dar a volta por cima.

O
Atlético-MG, com o time que tem, não merece estar nessa posição atualmente.Depois do jogo de domingo, Erazo analisou a tabela de
classificação.

Na visão dele, o Galo ainda tem chances de título, apesar de a
competição ser encarada jogo após jogo.Ontem fiquei olhando a tabela e fiz meus cálculos.

Ainda
dá tempo. São nove pontos de diferença do líder.

Se a gente continuar com essa
pegada, conseguiremos. Mas é jogo por jogo- Ontem fiquei olhando a tabela e fiz meus cálculos.

Ainda
dá tempo. São nove pontos de diferença do líder.

Se a gente continuar com essa
pegada, conseguiremos. Mas é jogo por jogo.

Os times passam por um momento ruim
e ainda bem que foi agora. Temos jogadores com qualidade.

Se colocarmos na
cabeça que temos que jogar, com certeza, vamos chegar lá em cima – disse.O Atlético-MG tem 10 pontos em nove jogos.

Na 14ª
colocação, o time está a nove do líder Palmeiras e a dois da zona de
rebaixamento. Por isso, a vitória no final de semana serviu como motivação
dupla.

O time não sofreu gol e ganhou alento para fugir da parte de baixo da
classificação.- Além da vitória, não tomar gol foi muito importante.

Vínhamos de uma sequência ruim. O fato de ter ganhado o jogo em casa, ao lado
da torcida, dá confiança a todo mundo.

Tomara que quarta-feira a gente possa
fazer um jogo inteligente, que nos permita sair dessa zona difícil na qual
estamos agora.
.

Fonte: Globo Esporte