Quatro rodadas atrás, o Galo estava muito longe da briga pela liderança do Brasileirão. Com 20 pontos, o time era apenas o 10º colocado, nove pontos atrás do Palmeiras, em primeiro na época. Naquele momento, o discurso dos atletas na Cidade do Galo era que o time precisava aproveitar as cinco últimas rodadas do primeiro turno da competição para tentar entrar no G-4.

O objetivo não foi atingido ainda, mas, curiosamente, o resultado até aqui foi melhor do que a encomenda.Apesar de ser o quinto colocado, o Galo, com as quatro vitórias que conquistou nos últimos quatro jogos, entrou não só na briga pelo G-4, mas também na briga pelo título.

Agora, a distância para o líder – que passou a ser o Santos – é de apenas um ponto. Se o time vencer a Chapecoense, segunda-feira, no Independência, pode, inclusive, terminar o turno como líder da competição.

 A conta para chegar à liderança na próxima rodada é simples. Além da vitória no Independência, o Galo precisa contar com o tropeço de Santos (enfrenta o América-MG, em Belo Horizonte), Palmeiras (tem pela frente o Vitória, em São Paulo)
e Corinthians (pega o Cruzeiro, no Pacaembu).

O Grêmio também está na frente do Atlético-MG, mas teve o
jogo da próxima rodada adiado para o dia 4 de setembro e, por isso, não
vai entrar em campo neste fim de semana.Os jogadores alvinegros festejam a excelente reta final de primeiro turno que o Atlético-MG conseguiu fazer.

– Isso demonstra a
força que o Atlético vem adquirindo, se reforçando, crescendo. Estamos no
caminho certo para brigar pelo título – disse Victor.

– Nosso objetivo sempre
foi pensando em G-4, mas sem deixar o líder se distanciar, até porque temos a
pretensão de buscar o título. Feliz por ter diminuído toda essa vantagem, podia
ser de 12 pontos se a gente não ganha aquele jogo contra o Palmeiras.

Agora
estamos a um ponto do G-4 e do líder. Isso dá tranquilidade pra seguir no
campeonato – completou Fábio Santos.

Minas Gerais F.C.

Curiosamente, o torcedor atleticano vai viver uma situação inusitada na próxima rodada. O Santos joga contra o América-MG, rival do Galo.

O Corinthians enfrenta o Cruzeiro, também rival. Para chegar à liderança, o torcedor do Atlético-MG vai ter que torcer para os outros times mineiros na rodada.

Além disso, precisa contar com um tropeço do Palmeiras, vice-líder, que enfrenta o Vitória, em São Paulo.Somos o quinto colocado, mas estamos chegando.

Temos que manter esse foco, estamos no caminho.Maicosuel explica que a projeção feita para as cinco últimas rodadas do turno era pontuar o máximo possível.

O máximo possível, claro, são os 15 pontos, e faltam apenas três.- A
gente estava longe, com nove pontos de distância, agora encostamos ali.

Somos o
quinto colocado, mas estamos chegando. Temos que manter esse foco, estamos no caminho.

A projeção que foi feita foi essa, nos últimos cinco
jogos pontuar o máximo possível. É o que a gente está fazendo.

Falta um jogo
pra gente fechar o primeiro turno, e se a gente ganhar vamos concluir. É
manter, trabalhar.

Quando a gente trabalha certo e faz as coisas certas, é isso
que acontece.(*) Sob supervisão de Gabriel Duarte.

.

Fonte: Globo Esporte