Neste final de semana, a adrenalina do torcedor estava nas alturas com a rodada decisiva de grande parte dos campeonatos estaduais espalhados pelo Brasil. Enquanto alguns comemoravam gols e lances bonitos, outros lamentavam aquele momento “bizarro” do ataque ou da defesa que poderia mudar o placar do jogo. Por isso, o “É Gol!!!” escolheu cinco candidatos a “garrancho” da rodada (assista ao vídeo).

Clique aqui e voto no maior “garrancho” da rodada O Atlético-MG perdeu por 2 a 1 para o América-MG, no Horto, na primeira partida da final do Campeonato Mineiro com um gol de Lucas Pratto nos minutos finais. No entanto, o resultado poderia ser melhor, caso Hyuri não tivesse furado na pequena área, após toque de cabeça do centroavante argentino.

 Já pelo Campeonato Gaúcho, o Juventude acabou derrotado por 1 a 0 para o Internacional, em pleno estádio Alfredo Jaconi. A torcida alviverde poderia ter comemorado, ao menos, o empate, caso Hugo tivesse calibrado o pé no final do primeiro tempo.

O jogador limpou o lance, ajeitou o corpo, mas chutou torto, fraco e bem longe do goleiro Alisson.Na pequena área, Hyuri furou e desperdiçou grande chance de gol para o Atlético-MG (Foto: Reprodução/SporTV)O Bahia perdeu o clássico para o Vitória por 2 a 0 e agora terá que correr muito para reverter a vantagem rubro-negra na partida decisiva do Campeonato Baiano, semana que vem, na Arena Fonte Nova.

O prejuízo tricolor poderia ser menor, se Hernane não isolasse, na pequena área, uma tentativa de voleio.                                          Na Arena da Baixada, o Atlético-PR não teve pena e fez 3 a 0 no rival Coritiba, pelo Campeonato Paranaense.

Quando a “vaca já tinha ido para o brejo”, Ruy teve a chance de diminuir para o Coxa. No entanto, o jogador limpou de canhota e soltou uma bomba.

Pena que a bola foi parar nas arquibancadas do estádio, desperdiçando as raras oportunidades alviverdes.Pelo Campeonato Goiano, Anápolis e Goiás não saíram do zero.

Mas bem que o goleiro Ivan, do Esmeraldino, tentou “contribuir” para a alteração do placar no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Ao sair para interceptar um cruzamento, o arqueiro não segurou a bola e quase entregou o gol da vitória do “Galo”.

.

Fonte: Globo Esporte