perfilvai dar certo?padrão tático Exigente em termos de disciplina, estilo workaholic, mas muito parceiro de todos os jogadores. Esse é o perfil traçado de Paulo Bento por um jogador luso-brasileiro que conviveu por muito tempo com o novo treinador do Cruzeiro (confira o motivo da contratação do treinador no vídeo acima). Liédson foi companheiro de equipe e comandado de Bento durante o tempo de Sporting e também no momento em que o treinador esteve à frente da seleção de Portugal.

 Em entrevista ao GloboEsporte.com, o ex-atleta comentou sobre o estilo de Bento, em termos de relacionamento com os jogadores, falou das preferências táticas e estratégicas no futebol, além de comentar um caso marcante entre os dois nos tempos de Sporting.

Já aposentado, Liédson trabalhou com Paulo Bento no Sporting entre 2005 e 2009 e também foi lembrado por Paulo Bento em convocações da Seleção de Portugal, inclusive . – Logo quando eu cheguei em 2003, eu joguei junto, era a
última temporada dele.

Sempre, desde cedo, ele queria ser treinador, tinha passado
por alguns cursos já antes de se aposentar, pois faltava uma temporada, e ele sempre disse que queria seguir esse caminho. Sempre foi uma pessoa
maravilhosa.

E depois ele assumiu o time júnior do Sporting, sendo campeão do
júnior. O pessoal dá muito importância para esse título, aí no ano seguinte ele assumiu o time principal.

Foi rápida a ascensão dele. Muitos deles (jogadores) já tinham
jogado com ele, e para nós foi uma surpresa boa quando ele assumiu rapidamente  – conta Liédson.

Dirigindo a equipe alviverde, Paulo Bento foi campeão da Taça de Portugal, em 2006/07 e 2007/08, além de duas Supertaças de Portugal (duelo entre o campeão da Taça e o campeão da Liga). O treinador é marcado pela rigorosidade e exigência em seus trabalhos, além de ser considerado um workaholic, apaixonado pelo trabalho.

Liédson relembrou um caso curioso com o técnico.LEIA MAIS>>> Cruzeiro lança novo uniforme para a temporada >>> “Dunga brasileiro”: Paulo Bento tem o estilo do treinador da Seleção>>> Burocracia atrasa estreia de Robinho pelo Cruzeiro- Ele prega muito a disciplina mesmo, é exigente.

Na Europa já é costume essa exigência. Ele
é exigente como outros técnicos são e como os clubes da Europa costumam ser.

Tive uma situação com ele no Sporting. Estava frio em Lisboa em um treinamento, ele deixou eu fazer
aquecimento de calça, mas pediu para eu tirar a calça após o aquecimento.

Estava frio, muito frio, imagina a gente acostumado a temperaturas de mais de 30 graus e treinar em uma temperatura baixa? Eu tinha que respeitar. Eu não gostei muito, porque estava muito frio.

Mas
ele disse que só iria começar o treinamento depois que eu tirasse a calça. Ele pediu para eu tirar a calça, tivemos um problema, mas depois
resolvemos.

Mas ele é uma pessoa muita aberta, qualquer jogador pode explicar para ele qualquer situação, que ele está sempre aberto, pode
falar qualquer coisa. Se der tempo, ele vai conseguir fazer um grande trabalho no Cruzeiro.

Um dos maiores artilheiros da história do Sporting, Liédson ainda comentou sobre o perfil disciplinador de Paulo Bento, seu estilo de treinamento e de jogo, além da sua relação com brasileiros. Confira o que disse o ex-jogador sobre o novo treinador cruzeirense.

 01perfil- Ele tem um perfil disciplinador, cobra bastante dos atletas, exigem ao máximo, é
um grande companheiro, mas ele sempre está aberto a ouvir qualquer atleta. Tive uma experiência muito boa com ele
no Sporting, fomos campeões da Supertaça e da Taça de Portugal.

Fiz bastante
gols com ele nesse período também, só tenho que dar os parabéns por tudo que ele fez. Ele procura viver o máximo, e tenta tirar o máximo daquilo que o jogador pode dar.

Ele é bastante ofensivo, mas sabe se defender muito bem, dentro do esquema
tático dele. Ele consegue organizar muito bem a defesa.

Vai se sair bem, claro que tem diferença do futebol europeu para o
brasileiro. Vai ter dificuldade da quantidade de jogadores, porque lá eles estão acostumados a trabalhar com 25 jogadores, aqui tem times que têm até 40 atletas.

E em relação ao
calendário também. Mas se der tempo a ele, eu tenho certeza que ele vai se sair bem.

 01vai dar certo?- Acho que sim, pelo fato de ser um grande treinador e um estudioso do futebol, ele vai se
adaptar, vai estranhar bastante nosso calendário. Lá na Europa, a gente tem muita
chance de treinar, não tem dois jogos durante a semana normalmente  Ele pode ter um pouco de dificuldade nisso, mas a parte técnica e a parte tática ele vai se sair bem, eu acredito.

Ele sempre também gostou do jogador brasileiro, tem identificação muito grande com eles. Então, a adaptação
não vai ser muito difícil.

01padrão tático- Ele gosta de jogar com jogadores brasileiros, com dois atacantes pelas laterais, e com um cara fixo no centro, como eu às vezes fazia em Portugal, mesmo não sendo muito parado no centro. Na minha época, eu era o fixo, mas ele gosta de jogadores de movimentação.

E é mais ou menos isso, joga para frente. Com a qualidade que o elenco do
Cruzeiro tem, a curto espaço de tempo, ele vai conseguir bons resultados.

 É um grande treinador. Desejo a ele toda a sorte do mundo.

E
a torcida do Cruzeiro pode ter certeza que ele é um treinador muito trabalhador. 
.

Fonte: Globo Esporte