Um dos principais motivos para o técnico Levir Culpi ter
sido demitido do comando do Atlético-MG, em novembro do ano passado, foi o alto
índice de gols sofridos, principalmente nos jogos finais do Campeonato
Brasileiro. Parte da culpa pela perda do título para o Corinthians foi pelo fato de
o time ter deixado escapar pontos e ser derrotado com alta margem de gols,
como nas partidas contra o Santos (4 a 0), São Paulo (4 a 2),
Sport (4 a 1) e Corinthians (3 a 0). Galo tem a pior defesa, ao lado do Coritiba, com 13 gols sofridos em sete partidas disputadas no Campeonato BrasileiroSeis meses depois – e dois treinadores diferentes -, o Galo vem sofrendo do mesmo mal.

Tem a pior defesa, ao lado do
Coritiba, com 13 gols sofridos em sete partidas disputadas no Campeonato
Brasileiro. A estatística reflete a posição do time na tabela de classificação,
já que o Atlético-MG é o 17º colocado, com apenas sete pontos.

Contextos à parte, a defesa do Atlético-MG, sob o comando do
técnico Marcelo Oliveira, levou 13 gols em seis jogos. A média chega a 2,16
gols sofridos por partida.

Nos últimos dois jogos, a meta de Victor
foi vazada sete vezes.TormentoÉ fato que Marcelo Oliveira ainda não contou com a dupla de
zagueiros titular nenhuma vez, assim como a lateral esquerda.

Mas a
inconsistência defensiva vem se mostrando um tormento para o time atleticano, que
chegou a estar à frente do placar nos últimos quatro jogos, mas saiu de campo
com três empates e uma derrota (Vitória, Fluminense, Sport e Cruzeiro).

Em comparação, com o ex-treinador, Diego Aguirre,
que comandou o time de janeiro a maio, o uruguaio teve desempenho melhor na
defesa.

Em 31 jogos sob a batuta do uruguaio, o Atlético-MG sofreu 28 gols em 31
jogos, entre Copa da Primeira Liga, Campeonato Mineiro e Campeonato Brasileiro.
.

Fonte: Globo Esporte