Com uma atuação impecável do equatoriano Cazares, o Atlético-MG fez 5 a 3 sobre o Botafogo, na noite desta quinta-feira, no Mineirão (Veja os lances no vídeo acima). Apesar da tranquilidade como o Galo conduziu o resultado, no Gigante da Pampulha, o treinador do alvinegro disse que o triunfo, é sim, motivo para comemorar muito, mas acredita que ainda existem pontos a serem corrigidos na equipes. – Fica a perspectiva de
encostar lá na frente.

Esse é o grande objetivo, pela tradição e
estrutura quem têm o Atlético. Essa meta (12 pontos em quatro jogo) foi cumprida, mas não podemos
nos sentir confortáveis com
ela.

Pensar imediatamente no Figueirense e buscar resultados fora.  Marcelo Oliveira acredita que o Atlético-MG soube aproveitar as oportunidades e marcar os gols nos momentos certos do jogo.

O treinador do Galo lamentou que o time tenha sofrido três gols do Botafogo, mas atribuiu dois deles à falta de sorte, por terem contado com desvios na zaga do Galo. – Realmente estamos
muito felizes com a vitória da forma que foi.

Temos que comemorar muito e
exaltar coisas boas que fizemos durante o jogo. Fizemos os gols em momentos
estratégicos do jogo.

Início do jogo, final de primeiro tempo, início de segundo
tempo. Lamentar os gols dos adversários, dois deles a bola desviou e criou dificuldade
pro Victor.

Podemos ajustar algumas coisas com a sequência boa de vitórias. A sequência de vitórias é realmente impressionante.

O Atlético-MG tinha se comprometido a vencer os quatro jogos que teria em Belo Horizonte (Ponte Preta, Corinthians, América-MG e Botafogo), sendo que o clássico era com mando do Coelho. E venceu, conquistou 12 pontos e saltou da 18ª posição, na zona de rebaixamento, para a sétima colocação, com 19
pontos.

Forasteiro indigestoAgora, mesmo no sétimo lugar, o Atlético-MG está a três pontos do vice-líder Corinthians. Marcelo Oliveira não esconde que objetivo do Galo é brigar pelo título.

O treinador comemorou a alta pontuação em casa, mas acredita que, agora, o momento é de buscar melhores resultados fora de Belo Horizonte. – Fica a perspectiva de
encostar lá na frente.

Esse é o grande objetivo, pela tradição e
estrutura quem têm o Atlético. Essa meta foi cumprida, mas não podemos nos sentir confortáveis com
ela.

Pensar imediatamente no Figueirense e buscar resultados fora. Aqui (no Mineirão) acho que faremos
um aproveitamento alto, pela maneira que jogamos e pela participação da torcida, que, mais uma vez, foi extraordinária, deu um show e nos ajudou muito.

 E na próxima rodada, o Galo vai ter a chance. Será em Florianópolis, no domingo,
onde encara o Figueirense, às 19h (de Brasília), no Orlando Scarpelli.

Mas apesar do bom resultado conquistado contra o Botafogo, Marcelo Oliveira mantém os pés no chão e alerta que ainda existem muitos pontos para serem melhorados. – Eu penso que foi muito bom, temos que comemorar as coisas
boas, mas temos ajustes a fazer.

Mas fica ideia que é possível chegar na
frente, equipes vão oscilar no campeonato. Por desfalque, contusões, que eventualmente
acontecem no Brasileiro.

Pelo número excessivos de jogos. Nós temos um grupo
bom, principalmente, quando voltarem os que estão lesionados.

Hoje ficamos
satisfeitos com a entrada do Carlos César, do Eduardo, e ele foi bem no meio. 
.

Fonte: Globo Esporte