A tarde de sábado do torcedor atleticano foi de comemorações. Não só pela goleada de 7 a 2 sobre o Villa Nova, no Mineirão. Foram diversos motivos para alegrar a torcida do Atlético-MG.

A maior goleada do time na temporada, o bom resultado com a formação de três volantes, a classificação para a semifinal do Campeonato Mineiro, a artilharia isolada de Robinho na competição e a ótima atuação antes de voltar o foco para a Libertadores.Intenso desde o início do jogo, Robinho ditou o ritmo do Atlético-MG, que marcou três gols e participou de outros dois: deu a assistência para Júnior Urso abrir o placar e cobrou a falta no lance do gol contra de Rafael Marisco.

Lucas Pratto com dois gols completou os marcadores do Galo. Soares e Mancini, de pênalti, descontaram para o Villa.

Classificado para a semifinal, o Atlético-MG agora muda seu
foco para a Libertadores. Nesta quarta-feira o time enfrenta o Independiente
del Valle, no Equador, e também pode garantir vaga na próxima fase do torneio
continental.

Já o Villa Nova só volta a campo no próximo domingo, contra o
Guarani-MG, em Divinópolis, pela última rodada da primeira fase.Domínio alvinegroVisitante? Que nada.

Assim como faz nos jogos em casa, o
Atlético-MG começou pressionando, e o abafa surtiu efeito antes mesmo do
primeiro minuto. Primeiro Clayton cruzou e Pratto quase marcou.

No escanteio,
Júnior Urso ganhou da defesa no alto e cabeceou sem chances para Thiago Leal.Confira a tabela do Campeonato MineiroMesmo atrás, o Villa Nova começou a aparecer para o jogo,
mas ai veio o segundo golpe, aos 21 minutos.

Douglas Santos cruzou fechado, mas
o goleiro do Leão salvou. Na volta, Robinho chegou de trás e apenas completou
para as redes, marcando o segundo do jogo – seu sexto no Campeonato Mineiro.

E
não parou por ai. Seis minutos depois, a defesa do Villa vacilou na frente de
Robinho, que não perdoou e mandou de cobertura, marcando um golaço!O primeiro tempo alucinante do Atlético-MG ainda coube mais.

Antes do intervalo, Robinho cobrou falta fechada na área, Rafael Morisco
apareceu para desviar e mandou para a própria meta, fazendo 4 a 0 para o Galo,
incontestável. O Villa Nova-MG só conseguiu pressionar durante cinco minutos,
mas parou em boas defesas de Uilson.

Disposto a mudar sua sorte no segundo tempo, o técnico Wilson Gottardo voltou para o segundo tempo com duas alterações. Roger Guerreiro e Jhonatas deu nova vida para o meio campo do Leão, que marcou dois gols em menos de dez minutos.

Primeiro com Soares, que aproveitou bola enfiada de Mancini, e depois com o próprio Mancini, que cobrou pênalti sofrido por Roger Guerreiro e fez 4 a 2.No entanto, a alegria dos poucos torcedores do Villa no Mineirão durou pouco.

Aos 10, Robinho, muito bem posicionado, aproveitou sobra de bola em cobrança de lateral de Marcos Rocha para fazer 5 a 2. Aos 19, Marcos Rocha fez grande jogada e foi derrubado na área.

Pênalti, que Lucas Pratto bateu com força e fez o sexto do Galo. Para completar, o argentino marcou mais um e fechou os trabalhos na goleada do Mineirão: 7 a 2.

.

Fonte: Globo Esporte