retorno do santofoi ou não?homenagempresente de gregosem querer?isolou!Faro de golPerder ninguém gosta, pior ainda se for por um placar elástico. E em casa. Os torcedores do Atlético-MG deixaram o Independência domingo de cabeça quente após a derrota de 4 a 2 para o Tricordiano, time que estava na luta para não ser rebaixado.

O jogo que marcava a volta do goleiro Victor, após 25 dias se recuperando de uma cirurgia, acabou ficando marcado pelo maior número de gols sofridos pelo Galo em um jogo no Independência. Durante a partida, o volante Leandro Donizete foi homenageado por dois torcedores, mas acabou retribuindo o carinho com um presente de grego.

01retorno do santo E o goleiro Victor voltou! A primeira defesa foi logo no primeiro minuto. Juninho arriscou de longe, mas Victor segurou
firme, mostrando que estava atento.

Mas, apesar da segurança no primeiro lance, o capitão do Galo acabou levando quatro gols na derrota para o Tricordiano. Uma tarde para ser esquecida.

..

01foi ou não? Lance polêmico do jogo foi o pênalti marcado a favor do Galo aos 25 minutos do primeiro tempo. O zagueiro Tiago foi puxado por Nilo, mas os jogadores do Tricordiano reclamaram que o atleticano também fez falta dentro da área.

O comentarista de arbitragem da TV Globo Minas, Márcio Rezende Freitas, concordou com a marcação de Felipe Fernandes Lima.01homenagemQue a torcida do Atlético-MG gosta do volante Leandro Donizete, não é novidade.

Domingo, no jogo com o Tricordiano, ele começou como titular e ganhou uma homenagem de dois torcedores no Independência. A dupla exibiu um cartaz onde se lia que o atleticano é melhor do que Andrea Pirlo, o barbudo volante da seleção italiana que fez história no Milan e na Juventus e que, atualmente, joga no New York City.

01presente de grego Mas os torcedores que fizeram a homenagem a Leandro Donizete devem ter se decepcionado um pouco com o camisa 8 do Galo. Ele levou cartão amarelo pelo pênalti cometido logo aos 30 segundos do segundo
tempo, cobrado por Juninho, que colocou o Tricordiano na frente.

Ah, Pirlo..

.Ops! Ah, Donizete.

..

01golaço..

. sem querer? A tarde não foi boa para o goleiro Victor.

Não foi mesmo! Não bastou buscar quatro bolas no fundo das redes: um deles teve de ser um golaço. Marquinhos
fez o terceiro do Tricordiano – com certeza, um dos mais bonitos do Campeonato Mineiro – encobrindo o capitão atleticano, mandando “onde a coruja dorme”, sem chances de defesa.

Agora, a pergunta que não quer calar: foi sem querer? Ou não?01isolou! O artilheiro do Campeonato Mineiro assistiu boa parte do jogo do banco de reservas. De lá saiu para tentar ajudar o Galo a voltar à frente no placar.

Na primeira tentativa, após o cruzamento
da esquerda para dentro da área, Robinho tentou emendar, mas a conclusão sai ruim
demais e ele acaba isolando a bola. Mas ele acabou marcando, no fim do jogo, terminando a fase de classificação do Mineiro com nove gols marcados.

01Faro de golRobinho é o artilheiro isolado do Campeonato Mineiro. Contra o Tricordiano, entrou apenas no segundo tempo da partida, mas não passou em branco.

Já aos 49 minutos da segunda etapa, ele mostrou bom posicionamento e aproveitou uma bobeira da defesa para marcar o seu nono gol no Campeonato Mineiro. No entanto, o tento não ajudou muito e mesmo assim o Atlético-MG saiu de campo derrotado.

 
.

Fonte: Globo Esporte