Sem Erazo em campo, o Atlético-MG tem uma vitória, três empates e três derrotas no Campeonato Brasileiro. Com o zagueiro equatoriano jogando, são três vitórias, um empate e nenhuma derrota,  sendo que os triunfos nas últimas três partidas alavancaram o Galo na tabela da competição.Nos jogos em que esteve ausente, Erazo estava defendendo a seleção equatoriana na Copa América Centenário.

Dos Estados Unidos, o zagueiro não queria ver a tabela, pois apontava o Atlético-MG brigando na parte debaixo. Com ele de volta, o time reagiu e agora já começa a vislumbrar o grupo dos quatro primeiros, dando um alívio para olhar a classificação.

Vai ser um jogo pegado, difícil.
Ganhar do Internacional no Beira-Rio não é fácil, e vamos ter que fazer muita
força para vencer- É até gostoso ver a tabela hoje em dia.

Estava na Copa América, via a
posição na tabela..

. Graças a Deus conseguimos nove pontos diretos, que nos
possibilita estar na parte de cima da tabela.

Vai ser um jogo pegado, difícil.
Ganhar do Internacional no Beira-Rio não é fácil (o Botafogo venceu o Colorado na última rodada, em Porto Alegra), e vamos ter que fazer muita
força para vencer.

Apesar dos bons números pelo Galo no Campeonato Brasileiro com a sua presença, Erazo prefere valorizar a força do elenco. No próximo jogo, contra o Botafogo, Leandro Donizete é o novo desfalque, mas quem entrar dará conta do recado.

– A verdade é que todo mundo é importante no time. O Donizete é uma peça
importante também.

O Atlético tem um grupo muito qualificado, com jogadores
importantes. Quem for jogar, vai fazer uma grande partida.

E o Botafogo?Para o jogo desta quinta-feira, às 21h (de Brasília), no Mineirão, contra o Botafogo, Erazo espera uma partida complicada, contra um adversário muito rápido. Para vencer, a receita do equatoriano é entrar concentrado.

– Vai ser um jogo importantíssimo, porque vai marcar o que a gente vem
fazendo até agora. Temos três vitórias consecutivas e tomara que na
quinta-feira possamos fazer um grande jogo e encostar nos líderes.

A verdade é
que eu fiquei surpreso. Eles tem jogadores muito rápidos na frente.

Temos que
fazer uma pressão no ataque, para evitar a correria deles, ficar concentrado
toda hora, sempre sobrando um. Eles tem muita qualidade.

Temos que estar muito
concentrados.
.

Fonte: Globo Esporte