A meta traçada para o final do primeiro turno, que era terminar no G-4, foi alcançada. Mas superou as expectativas. Isso porque o Galo somou 35 pontos, ficando a um do líder Palmeiras.

Na virada para o segundo turno, já será possível assumir a liderança do Campeonato Brasileiro. Para isto, entretanto, será necessário passar por três decisões, contra equipes que também almejam o mesmo objetivo na competição.

Começará contra o Santos, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro. Com 33 pontos na quinta posição, a equipe santista também briga por uma vaga no G-4 da competição e, por conseguinte, o título do Brasileiro.

Será o reencontro de Robinho com a Vila Belmiro, local onde começou a carreira.No primeiro turno, o time alvinegro venceu por 1 a 0, com gol de Cazares, no Independência.

Robinho não esteve em campo, porque estava machucado. Depois de encarar o Santos, será a vez de ter pela frente o xará paranaense.

Atualmente com 30 pontos em sétimo lugar, a equipe visitará o Atlético-MG no Independência. No turno, empate por 1 a 1.

Por último será a chance de dar o troco no Grêmio. Na terceira rodada do primeiro turno, a equipe gaúcha venceu por 3 a 0, em grande atuação de Luan, no Independência.

O Tricolor está em sexto lugar com 32 pontos e tenta voltar a figurar entre os primeiros colocados, após alguns tropeços no final do primeiro turno. Boa sequênciaPara conseguir chegar à vice-liderança do Brasileiro, o Galo contou com o tropeço de alguns adversários diretos na briga pelos primeiros lugares.

Mas também com a sequência de cinco vitórias consecutivas no final do turno, que fizeram a equipe sair da metade da tabela rumo à briga pela liderança.Para o jogo contra o Santos, o técnico Marcelo Oliveira começará a montar a equipe nesta quarta-feira, quando o time vai se reapresentar.

Ele não tem desfalques em termos de cartão, mas tem a dúvida de Luan, que sentiu uma fisgada na coxa esquerda e pode desfalcar o time.
.

Fonte: Globo Esporte