Juan Carlos Gambandé foi demitido na manhã desta sexta-feira após a circulação de uma imagem sua fingindo que comia uma banana em direção à torcida do Atlético-MG, no estádio Independência. A cena aconteceu após a vitória do Galo por 2 a 1, garantindo classificação às quartas de final da Libertadores. Em entrevista para o programa Un Buen Momento, da rádio argentina La Red, o preparador do goleiros se disse arrependido e triste pelo erro, e contou que não esperava reação tão negativa ao gesto.

– Não posso fazer mais que me desculpar. Não sabem como sofre quem está do lado de cá.

Minha família e eu. Me dá vontade de chorar e ir ao banheiro para ver meu filho.

Tenho que aprender com isso. Parece que outras pessoas têm erros piores e pagam menos.

Perder meu emprego é algo muito duro, ainda mais no momento vivido pelo país. Quando fiz aquilo, não sabia que ofenderia tanto – afirmou.

Segundo ele, não se tratou de um problema seu especificamente contra brasileiros, e sim de uma reação equivocada tomada no calor do momento.- Tenho que assumir.

Daqui para frente, veremos como tomarei forças para ir adiante. Tenho amigos brasileiros, mas não quero falar disso porque parece mentira, mas é verdade.

O brasileiros são muito educados. Mas, no campo, nos insultaram o tempo todo, porque futebol é assim, na Argentina e no mundo todo.

Minha atitude foi infeliz. No final da partida, estava de cabeça quente por causa da derrota.

Entendo os brasileiros, e agora terei que pagar com sangue este erro – disse.
.

Fonte: Globo Esporte