Após pelo menos três anos de glórias e de conquistas constantes no cenário nacional e internacional, América-MG, Atlético-MG e Cruzeiro vivenciam uma experiência nada comum a eles. A oitava rodada do Campeonato Brasileiro 2016 terminou com uma péssima coincidência para eles. Pela primeira vez na história da competição, os três figuram juntos na zona do rebaixamento.

Se a competição terminasse hoje, Minas Gerais não teria nenhuma equipe na elite do futebol nacional em 2017. O fato ocorreu porque o Atlético-MG não conseguiu derrotar o Internacional, nesta quinta, no Beira-Rio, e continuou no Z-4, junto com os demais rivais estaduais.

Nem em 2011, última vez que os três times de Belo Horizonte estiveram na primeira divisão e que os três brigaram também para não cair, ocorreu uma situação desse tipo. Naquele ano
crítico, sem estádios na capital mineira – Mineirão e Independência estavam fechados para as reformas da Copa do Mundo -, o máximo foram dois dos três times
mineiros entre os quatro últimos em 16 das 38 rodadas.

No final, apenas o América foi rebaixado. Em 2008, quando o Ipatinga esteve na elite junto com
Cruzeiro e Atlético-MG, somente na 14ª rodada tivemos dois mineiros no Z-4.

O time do Vale do Aço também caiu naquela edição.

Em pior fase nesta temporada, o América-MG é o lanterna do Brasileirão.

A equipe fez boa campanha na Série B do ano passado e é a atual campeã estadual. Com cinco pontos ganhos, o time venceu apenas um jogo e ocupa a última posição.

Campeão da Libertadores em 2013 e da Copa do Brasil e da Recopa Sul-Americana em 2014, o Atlético-MG, que perdeu para o Internacional no encerramento da rodada nesta quinta-feira, tem sete e está na 18ª colocação. Já o Cruzeiro, bicampeão do Brasil em 2013 e 2014, está com oito pontos, logo acima do maior rival, em 17º.

Na próxima rodada, o América-MG pode ser o primeiro a sair dessa situação. Caso vença o Coritiba por uma boa diferença de saldo, no Independência, o Coelho sai da lanterna e do Z-4.

O Atlético-MG, que joga contra a Ponte Preta, no domingo, às 11h, e o Cruzeiro, que encara o Grêmio, às 19h, podem deixar o zona de rebaixamento com vitórias simples.
.

Fonte: Globo Esporte