As promessas foram cumpridas. Uma boa vitória em casa, um bom futebol, apesar da fragilidade do adversário, a vaga nas oitavas de final da Libertadores e o primeiro lugar do grupo. Tudo isso o Atlético-MG proporcionou ao torcedor no duelo contra o Melgar, do Peru.

Os 4 a 0 no Mineirão deixaram o Galo no caminho do sonho do bicampeonato e fazem o time agora torcer por resultados na próxima semana para saber em qual colocação geral vai se classificar.CONFIRA A TABELA DA LIBERTADORES Os gols de Tiago, Robinho, Lucas Pratto e Carlos colocaram o time com a terceira melhor campanha da fase de grupos.

O Atlético-MG agora torce contra Corinthians e Toluca, do México, para não ser ultrapassado. Jogo em casa do Galo na atual Libertadores é prenúncio de
gol no início.

Foi assim contra o Del Valle e Colo-Colo, no Independência. E
diante do frágil Melgar não foi diferente.

O Atlético-MG apenas pluralizou com
gols. Em 16 minutos o placar já mostrava 3 a 0.

USE O SIMULADOR DO GLOBOESPORTE.COM E PROJETE A PRÓXIMA FASETiago fez o centésimo gol atleticano em Libertadores, ao
marcar no rebote de cabeçada de Júnior Urso, aos 47 segundos de jogo.

Aos sete,
Robinho fez o primeiro dele na competição e se tornou o jogador brasileiro em
atividade no torneio que mais fez gols na história da Libertadores, ao lado de Alex e Leandro
Damião. Lucas Pratto tratou de ampliar, de pênalti, sofrido por Júnior Urso.

Para não ficar feio para o Melgar, podemos dizer que foi
apenas isso o que aconteceu no primeiro tempo. O goleiro do time peruano e a defesa
sabem que não foi bem assim, mas como o sufoco aplicado pelo Galo não alterou
mais o placar deixamos como está.

Em noite de marcas, o Melgar poderia até ter feito história
no Mineirão, se balançasse as redes. Na raríssima chance, Cuesta chegou a
driblar Victor, mas Tiago se recuperou e tirou em cima da linha o momento dos
peruanos.

Mas Urso era o nome da noite. Depois de Pratto, que é
conhecido como “urso” desde os tempos de futebol argentino, e que havia
deixado a marca dele nas redes, o volante Júnior esbanjava raça ao participar de dois dos
três primeiros gols do Galo.

No segundo tempo, quase fez ao dividir com o goleiro.E foi dele o passe para o quarto gol.

Urso cruzou da
direita, na cabeça de Carlos, que havia entrado no lugar de Cazares. O primeiro
dele no ano, na primeira partida oficial em 2016, já que sofreu cirurgia de
ligamentos no tornozelo direito, que o tirou de combate por três meses.

Pablo chegou a entrar no lugar de Carlos, que ficou apenas 17 minutos em campo e voltou a sentir o tornozelo, depois de pisar em um buraco. O time tentou aumentar o saldo de gols, mas a vitória, a classificação e o placar já estavam sacramentados.

.

Fonte: Globo Esporte