Nos últimos anos o Cruzeiro atuou, na maior parte do tempo, com um centroavante fixo. Borges, Marcelo Moreno e Leandro Damião foram os principais. No entanto, por uma filosofia de Deivid, o time atua em 2016 sem um jogador com as características dos citados acima.

Rafael Silva e Willian, além de Douglas Coutinho, têm ocupado a vaga, apesar de não apresentarem as características de homem mais de área. Após a derrota para o América-MG, no primeiro jogo das semifinais do Mineiro, Deivid voltou a ser criticado por parte da torcida.

Um dos pontos atacados pelos cruzeirenses foi a ausência do homem de área.Na formação atual, com Willian machucado, Rafael Silva é o titular da posição e atua como um falso nove.

Tem velocidade e agilidade para buscar o jogo e cair pelas beiradas quando necessário, além de apresentar recursos para ajudar na recomposição. O meia Alisson, que nos últimos anos, esteve acostumado com uma referência fixa na área, não acha que é o momento para se questionar a decisão do treinador-  Não é o momento de apontar erros.

Quando estávamos ganhando, tínhamos Rafael Silva e Willian, jogadores de qualidade, que sabem
fazer essa função. Estamos adquirindo bem nessa formação.

Não é o momento disso, não está tudo errado. Temos que fazer um grande jogo contra o
Campinense para apagar essa derrota (contra o América-MG) também.

 Não é o momento de apontar erros. Quando estávamos ganhando, tínhamos Rafael Silva e Willian, jogadores de qualidade, que sabem
fazer essa função.

O Cruzeiro vai estrear na Copa do Brasil contra o Campinense, nesta quarta-feira, ás 21h45 (de Brasília), no
estádio Amigão, na cidade de Campina Grande, na Paraíba. O adversário é finalista
da Copa Nordeste e tem colecionado boas atuações neste início de temporada.

A
última vítima foi o Sport, que inclusive perdeu o treinador Falcão, após a eliminação
na competição.O meia do Cruzeiro acredita que o time deve seguir atuando como
sempre, mantendo a posse de bola e tomando cuidado para não cair em
desatenções – problema que causou a derrota por 2 a 0, no primeiro jogo
da semifinal, contra o América-MG, no Campeonato Mineiro.


Acho que não vamos fazer nada diferente. Vamos fazer o que fizemos no
primeiro tempo contra o América, mas ter um pouco mais de concentração.

Procurar, quem sabe, até matar lá para ter um jogo mais tranquilo
depois, contra o América. Esperamos sair com a vitória, que nos dará
muita tranquilidade.

.

Fonte: Globo Esporte