O Cruzeiro não quer cometer os mesmos erros do último ano,
quando viu quatro treinadores passarem pelo comando da equipe, que atingiu
apenas o objetivo de escapar do rebaixamento no último Campeonato Brasileiro, com Mano
Menezes. A ideia é que o novo comandante tenha o vínculo até o final do ano que
vem, quando o mandato do presidente Gilvan de Pinho Tavares se encerra. Desde a saída de Marcelo Oliveira, em junho do ano passado,
passaram pelo clube Vanderlei Luxemburgo, depois Mano Menezes, e, no início
desse ano, Deivid.

O pensamento cruzeirense é recomeçar do zero o trabalho. Porém, com um grupo já formado.

Na contramão do pensamento, a diretoria celeste já inicia a
montagem do elenco cruzeirense, sem ainda ter um treinador. Além de não ter
encontrado um comandante, o clube tem um obstáculo pela frente, já que o
período de transferências internacionais abre apenas em junho.

Até lá, o
Campeonato Brasileiro já estará na sexta rodada.LEIA MAIS>>> Cruzeiro fica perto de anunciar atacante vindo do São PauloO clube pretende não parar apenas em Robinho e Lucas, do
Palmeiras, que chegaram após troca por Fabrício e Fabiano.

O lateral Bryan, do
América-MG, é outro que está na mira.- Até a abertura da janela, a gente
trabalha mais com trocas.

Poucos estão com contratos acabando ou voltando de
empréstimo. Quando a janela abrir, a gente pode qualificar mais o elenco – disse
o vice-presidente do Cruzeiro, Bruno Vicintin,O dirigente não crê que a autonomia da diretoria em
contratar jogadores, sem mesmo ter um técnico, irá atrapalhar o trabalho do
futuro treinador do clube, mesmo admitindo que seria ideal já ter um treinador
para trocar ideias e avaliar futuras contratações.


O ideal numa negociação é esperar e consultar o
treinador. Como não tínhamos o treinador, a gente viu a oportunidade de negócio
de trazer dois jogadores vitoriosos e que queríamos há muito tempo.

Eu
conversei com o presidente, e a gente resolveu bater o martelo. A negociação já
vinha acontecendo.

A gente bancou essa negociação, e tenho certeza que o
treinador que chegar vai ficar satisfeito – explicou o dirigente, referindo-se
ao lateral Lucas e meia Robinho, ambos do Palmeiras.
.

Fonte: Globo Esporte