Time que ganha não se mexe. Provavelmente, você já ouviu, muitas vezes, essa expressão no futebol brasileiro. No entanto, para Paulo Bento não é bem assim.

Apesar de indicar que vai manter a mesma equipe que venceu o Botafogo, na última quarta-feira, o técnico do Cruzeiro não acredita que é uma regra manter a formação inicial se o time venceu o último jogo. E acredita que é possível também manter a escalação quando a equipe perdeu a partida.

 – Não, eu não uso esse ditado. Em time ganha se mexe sim.

Pode não mexer, mas não significa que é uma regra. E muitas vezes time que perde também não se mexe.

Não tenho esse ditado. Em outros idiomas existem ditados como esse, em todo o mundo, mas não uso.

 Na vitória contra o Botafogo, que deixou o Cruzeiro na 14ª colocação, com cinco pontos, o time entrou com Fábio; Lucas, Bruno Viana, Bruno Rodrigo e Bryan; Lucas Romero e Henrique; Élber, Arrascaeta e Robinho; Riascos. – Pretendemos em primeiro lugar que o time ganhe sua identidade, sua cara própria e isso temos
que fazer em conjunto, com as ideias de todos nos.

Isso é o que pretendemos
fazer, no fundo, já tive algumas vezes, nunca será um processo finalizado, como não acho
que é um processo acabado. Demos um passo importante, que é conseguir a vitória.

 O Cruzeiro se prepara para enfrentar o São Paulo, pela sexta
rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo, às 18h30 (de Brasília), no
Mineirão. Na preparação física seguem Rafael Silva e Mayke.

O atacante Allano
foi liberado do departamento médico, após se recuperar de uma luxação no ombro
esquerdo. Manoel, que se recupera de uma artroscopia no joelho, e havia apenas
feito corridas no gramado, hoje fez um leve trabalho com bola, apesar de ainda
estar na fisioterapia.

 
.

Fonte: Globo Esporte