Após ter sido eliminado nas semifinais do Campeonato
Cruzeiro, com um empate por 0 a 0 com o América-MG, neste domingo, no Mineirão, o técnico Deivid foi demitido do comando do
Cruzeiro. O treinador esteve por quase cinco meses à frente da Raposa e se
despede com um aproveitamento de 70,37%. Na análise do comentarista Bob Faria, o
desempenho de Deivid, no entanto, não foi o único motivo para a decisão da diretoria de
abrir mão do seu trabalho.

Segundo o jornalista, o que pesou contra o comandante foi a
falta de uma posição mais clara sobre suas ideias e uma forma mais intensa de
comunicação.
– Deivid não foi demitido exclusivamente pelo desempenho
mediano do time nessa primeira parte da temporada.

Na Primeira Liga foi muito
mal, no Mineiro, sobrou na primeira fase. Perdeu para o América-MG,
especialmente pelo que aconteceu no primeiro jogo, quando sofreu muito e o Givanildo
(de Oliveira, técnico do América-MG) foi melhor ao fazer substituições (derrota por 2 a 0).

Não foi
só por isso, acho que teve um componente relacionado a capacidade de
comunicação. Não falo só da dicção.

Todo mundo acompanha isso, a dificuldade dele
em dar entrevista, mas porque na conversa com ele, flui naturalmente. Faltou a ele
como condutor do futebol do Cruzeiro uma certa eloquência que o torcedor exige.

Querem um treinador que tenha mais firmeza na hora de colocar suas ideias. A
maioria das ideias do Deivid ficou um pouco confusa – disse no “Troca de Passes”.

Faltou eloquência a Deivid no Cruzeiro, diz Bob Faria (Foto: Agência Estado)Deivid teve 11 vitórias, cinco empates e duas derrotas em 18
jogos à frente do Cruzeiro. Contra ele,
pesou também o comportamento abaixo do esperado da equipe, evidenciado na
derrota por 2 a 0 para o América-MG no jogo de ida das semifinais do Mineiro e no empate sem gols com o Campinense pela
Copa do Brasil, na última quinta-feira.

Bob Faria destacou que a diretoria do Cruzeiro corre contra
o tempo para contratar um novo técnico. O comentarista cita o interesse da Raposa em Jorginho, do
Vasco, e Abel Braga, que está nos Emirados Árabes.

Além deles, o bicampeão brasileiro Marcelo Oliveira seria outra opção.- Tem alguns nomes flutuando nas discussões.

Já ouvi falar
em Jorginho, Falcão, Abel Braga. São os nomes que estão circulando com as
fontes que estamos conversando.

Claro que o nome do Marcelo (Oliveira) sempre
aparece. Tenho minhas dúvidas se ele se interessa nesse momento.

É sempre um bom
nome. Qualquer que seja a decisão, ela precisa ser tomada rapidamente.

 
O Cruzeiro volta a campo contra o Campinense, no dia 5 de
maio, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil, no Mineirão. O
time estreia no Campeonato Brasileiro no dia 14 do mesmo mês, contra o
Coritiba.

LEIA TAMBÉM:>> América-MG segura Cruzeiro e vai à final do Campeonato Mineiro
.

Fonte: Globo Esporte