Às vésperas da estreia na principal competição do ano, o Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro segue sem treinador. A ausência de um comandante não tem incomodado somente os torcedores do clube. Os jogadores não escondem a ansiedade para saber como será o estilo de trabalho do novo técnico.

A diretoria tem se irritado com a recusa das últimas tratativas e o vazamento de informações das negociões. A alta cúpula do clube recebeu o não de Marcelo Oliveira, Ricardo Gomes, Jorginho e, agora, o que parecia distante, é realidade muito mais concreta: um técnico estrangeiro.

O superintendente de futebol do Cruzeiro, Sérgio Rodrigues, disse, em entrevista à rádio Itatiaia, que a diretoria não quer se apressar para a contratação do novo treinador e muito menos dar um prazo para torcida.- Vamos fazer a reunião com o doutor Gilvan (de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro), mostrar esses nomes e a possibilidade de assumir agora ou daqui uma semana.

Então, eu não quero dar prazo para a torcida. Não podemos confirmar esses nomes (que estão sendo especulados, como o do português Paulo Bento), e o torcedor tem que entender.

Às vezes, esses nomes que são falados são plantados por empresários, que sabem que o Cruzeiro é uma vitrine. Quanto às viagens, eu já viajei, o Bruno (Vicintin) já viajou, o Thiago (Scuro) também.

Tanto dentro quanto fora do país. Vamos fazer a reunião com o doutor Gilvan (de Pinho Tavares, presidente
do Cruzeiro), mostrar esses nomes e a possibilidade de assumir agora ou
daqui uma semana.

Então, eu não quero dar prazo para a torcida.Fato é que, enquanto, a diretoria não fecha com o novo treinador, o Cruzeiro segue sob o comando do interino Geraldo Delamore, que tem duas vitórias em dois jogos.

Com a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil, no primeiro jogo, diante do Londrina, a diretoria ganha mais um respiro para decidir, com mais calma, quem será o novo treinador. A Raposa deve iniciar as primeiras rodadas do Brasileirão sem treinador, já que a estreia é neste sábado, contra o Coritiba, às 21h (de Brasília), no Couto Pereira.

O treinador interino do Cruzeiro se coloca à disposição para permanecer no cargo até a diretoria encontre um novo nome. Geraldo Delamore comemora o fato de ter classificado a Raposa na Copa do Brasil.

– É difícil falar em manutenção porque cada treinador tem os seus
conceitos. O importante é que o Cruzeiro classificou para a terceira
fase da Copa do Brasil sem a necessidade do jogo da volta.

Isso vai dar
ao novo treinador uma possibilidade de planejamento melhor.Há pouco mais de duas semanas, quando o técnico Deivid foi demitido, a diretoria começou a correr atrás de um substituto, e a prioridade era clara, um treinador brasileiro.

No entanto, as recusas de Ricardo Gomes, Jorginho e Marcelo Oliveira, fizeram com que os dirigentes do clube mudassem de opinião. A bola da vez é o português Paulo Bento, que está desempregado desde que deixou a seleção de Portugal, que ele comandou na Copa do Mundo de 2014.

Thiago Scuro, diretor de futebol do Cruzeiro viajou para terras lusas para negociar com o comandante, que é apontado, inclusive pela imprensa daquele país, com o um dos possíveis nomes para assumir a Raposa. LEIA MAIS>> Com dirigente em Portugal, Paulo Bento é cotado para assumir Cruzeiro>> Coelho e Cruzeiro fecham negócio, e lateral Bryan vai reforçar time celeste>> Delamore exalta atuação do Cruzeiro e vê evolução do time em LondrinaPaulo Bento comandou a equipe do Sporting, de Lisboa, durante
quatro anos.

No comando da equipe alviverde, Bento foi campeão da Taça
de Portugal, em 2006/07 e 2007/08. Nos bastidores o nome agrada porque,
apesar de ser estrangeiro, não teria dificuldades com o idioma.

O
treinador foi formado no mesmo estilo de José Mourinho e tem um perfil
“estudioso”, como desejam os dirigentes da Raposa. O ápice da
carreira do treinador foi ao dirigir a seleção de Portugal na Copa do
Mundo de 2014, realizada no Brasil.

A equipe comandada por Paulo Bento foi eliminada na
primeira fase do Mundial e ele deixou o comando da seleção. Assim, não acertou
com nenhuma outra equipe e permanece desempregado desde o fim da Copa.

Além de Paulo Bento, o Cruzeiro tem outros nomes estrangeiros em vista. Reinaldo Rueda, treinador do Atlético Nacional, é um nome que agrada a diretoria, mas o colombiano está na disputa da Libertadores e não tem previsão de rescisão do seu clube.

Outro nome que estaria na pauta é o do espanhol Fernando Jubero, treinador do Olimpia, do Paraguai. Ele deixou o comando técnico do Guaraní, também do Paraguai, em fevereiro.

 
.

Fonte: Globo Esporte