O atacante Douglas Coutinho terá outra chance de começar como titular. Como o Cruzeiro já garantiu a primeira colocação e a classificação para as semifinais do Mineiro, Deivid decidiu entrar como time reserva na partida contra o Boa Esporte, neste domingo, às 16h (de Brasília), em Varginha. É o segundo jogo que Coutinho vai começar desde o início e, na primeira oportunidade, a lembrança foi boa.

Ele marcou um dos gols da vitória da Raposa sobre o Atlético-PR, na Primeira Liga, no Mineirão (reveja o gol no vídeo acima). O atacante garante que a oportunidade vale muito, tanto para ele quanto para outros jogadores que ganham sua primeira chance com Deivid, como é o caso de Bruno Nazário e Bruno Ramires.

 LEIA MAIS:>>> Boa Esporte enfrenta o time reserva do Cruzeiro para tentar fugir da degola – Vale bastante. O time reserva tem a oportunidade, para mim também,
o Bruno Nazário, que vai estrear.

A gente coloca como uma oportunidade de ouro. Não
sabemos quando vamos ter outra oportunidade.

Nem sempre tem essa oportunidade do
time todo jogar. Douglas Coutinho sabe da importância de estar sempre preparado para entrar, já que a temporada brasileira é longa, o calendário é apertado e a exigência física é alta.

Logo, todos os times costumam ter baixas durante o percurso, o que gera, claro, oportunidades. – Para cada jogador que não vem jogando é importante essa oportunidade
mostrar o futebol, é bom para deixar o elenco mais preparado.

Na hora que começar
quarta e domingo, sempre tem um lesionado, é bom esses jogos para colocar o
time reserva para sair jogando. “Recarregando a barrinha” Sabe quando você está jogando vídeo game  e sua vida, energia ou força diminuem.

Então, com Bruno Nazário foi parecido. No ano passado, quando estava no Atlético-PR, sofreu com uma lesão no púbis.

No Cruzeiro ele teve não só que recarregar a forma física, como a confiança. E na Toca da Raposa, o jogador vem “recarregando a barrinha”, desde janeiro.

– Tanto a forma física quando a confiança. Fiquei muito tempo
parada ano passado, quando cheguei estava sem confiam.

Estou bem. O grupo me
acolheu isso ajuda bastante no meu crescimento.

Ajudar o máximo a equipe e
buscar um espaço na equipe principal. Mesmo entrando cinco minutos, meu objetivo
pessoal é ser titular e o objetivo geral é ser campeão.

 
.

Fonte: Globo Esporte