Apesar da intenção de não gastar dinheiro com contratações astronômicas, o Cruzeiro espera a janela de transferências internacionais para reforçar o elenco para o restante da temporada. O diretor de futebol do clube celeste, Thiago Scuro, falou sobre a possibilidade de o clube colocar a mão no bolso e mexer nos cofres para investir mais dinheiro em contratações de peso e de referência para compor o elenco do treinador Paulo Bento.LEIA MAIS>> Dirigente do Cruzeiro nega interesse em jogador do Moreirense, de PortugalUma possibilidade concreta de reforço para o Cruzeiro é o lateral-direito Maicon, que já está no Brasil, passando férias em sua terra natal, em Santa Catarina.

O jogador não vai renovar contrato com a Roma, da Itália. O vínculo do jogador com o clube italiano se encerra no dia 16 julho, e o lateral, campeão da tríplice coroa com a Raposa em 2003, tem interesse de retornar ao Brasil – apesar de também analisar propostas do futebol estrangeiro.

No mercado nacional, o Cruzeiro, ex-clube do atleta, é uma das prioridades. O lateral-direito foi uma indicação do ex-treinador Deivid, quando era comandante do Cruzeiro, assim como atacante Rafael Sóbis e lateral Maxwell, do Paris Saint-Germain, que também estão na pauta de contratações.

Como de praxe, a diretoria celeste não comenta sobre negociações e especulações jogadores. No entanto, o diretor de futebol admitiu que o clube pretende gastar mais dinheiro para contratações do que no início da temporada.

– Esse é o caminho que o Cruzeiro está trabalhando. Hoje se tem condições de fazer um investimento melhor.

Houve transição e avaliações de 2015 a 2016. Cometemos erros também e buscando sempre o acerto.

E queremos jogadores com mais representatividade e mais peso. A competição é longa.

Temos expectativa de ter o Romero e o Alisson na Olimpíada. O Cruzeiro precisa se preparar para isso.

 Hoje se tem condições de fazer um investimento melhor. Houve transição e
avaliações de 2015 a 2016.

Cometemos erros também e buscando sempre o
acerto. E queremos jogadores com mais representatividade e mais peso.

 Felipe GedozOutro sonho antigo da diretoria do Cruzeiro é o meia brasileiro Felipe Gedoz, que se destacou na Libertadores de 2014, atuando pelo modesto Defensor, do Uruguai, o atleta está no futebol da Bélgica e tem interesse de atuar no Brasil. No entanto, As negociações com o atleta esbarram nos altos valores pedidos pelo clube belga.

E o Fred?Os altos valores pedidos também assustaram o Cruzeiro quando o assunto foi a vontade de repatriar o atacante Fred, recentemente contratado pelo Atlético-MG. O diretor de futebol do Cruzeiro revela que o presidente do Fluminense procurou o clube celeste no final da última temporada para oferecer o centroavante.

Porém, os altos valores pedidos pelo tricolor carioca e pelo jogador não eram compatíveis com a política de contenção de gastos da Raposo- Com relação do Cruzeiro ao Fred, no final do ano houve procura do presidente do Fluminense ao nosso, com possibilidade negociação. Quando o Cruzeiro soube dos valores, o Cruzeiro entendeu que não tinha condições, porque não fazia parte da política do clube.

Neste episódio não houve interesse do Cruzeiro. Em nenhum momento o Cruzeiro tentou atravessar o negócio do Atlético, não faz parte da política dos clubes.

.

Fonte: Globo Esporte