O Cruzeiro acertou, na noite desta quarta-feira, a contratação do técnico português Paulo
Bento, de 46 anos, ex treinador da seleção de seu país natal. Participaram da negociação
em Lisboa, capital de Portugal, o vice presidente de futebol do clube celeste, Bruno Vicintin, e o diretor de futebol, Thiago Scuro. O novo técnico chega na próxima segunda-feira
ao Brasil e assinará contrato até o final de 2017.

A apresentação e também quando o treinador, que não era um das primeiras opções da diretoria, começará a treinar a Raposa ainda não foram informados.Paulo Bento comandou o time do Sporting, de Lisboa, durante quatro anos.

Dirigindo a equipe alviverde, Bento foi campeão da Taça de Portugal, em 2006/07 e 2007/08. Nos bastidores, o nome dele agradava porque, apesar de ser estrangeiro, não teria dificuldades com o idioma.

O treinador foi forjado no mesmo estilo de José Mourinho e tem um perfil “estudioso” e exigente, como desejam os dirigentes da Raposa. O ápice da carreira de Paulo Bento foi dirigir a seleção de Portugal na Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil.

No entanto, a equipe de Cristiano Ronaldo foi eliminada na primeira fase do Mundial, e Bento deixou o comando da equipe portuguesa após o primeiro jogo das Eliminatórias da Eurocopa. Ele não acertou com nenhum outro time e permanecia desempregado desde o fim da Copa.

Com Paulo Bento chegando apenas na próxima segunda-feira, o Cruzeiro será treinador por Geraldo Delamore na partida contra o Coritiba, às 21h (de Brasília), no Couto Pereira, na estreia do Campeonato Brasileiro.Longa novelaA busca do Cruzeiro por um novo treinador começou há 17 dias, logo após a demissão do técnico Deivid, que não suportou a eliminação das semifinais do Campeonato Mineiro para o América-MG, no dia 24 de abril, e também pela campanha realizada na Primeira Liga, na qual o time celeste foi eliminado ainda na primeira fase.

 Paulo Bento não era, pelo menos, um dos três nomes preferidos da diretoria do Cruzeiro, que sempre se mostrou favorável à contratação de um treinador nacional, que pudesse rapidamente resolver os problemas identificados na equipe. Entretanto, em nenhuma das tentativas, a diretoria foi feliz e optou por Paulo Bento, que, apesar de nunca ter trabalhado no futebol brasileiro, fala o mesmo idioma que a maioria do grupo cruzeirense.

.

Fonte: Globo Esporte