O vice-presidente de futebol, Bruno Vicintin, e o diretor de futebol, Thiago Scuro, concederam entrevista coletiva na tarde desta terça-feira, na Toca da Raposa II. Na pauta, a arbitragem e a atuação do árbitro Emerson de Almeida Ferreira no clássico do último domingo. Os dirigentes também falaram sobre a relação com a Associação Nacional de Árbitros de Futebol (ANAF) e o assessor para assuntos jurídicos, Giuliano Bozzano.

Antes da partida contra o Atlético-MG, o Cruzeiro pediu que a arbitragem fosse de um integrante do quadro da FIFA e fora de Minas Gerais. O rival quis árbitro do estado.

No sorteio, ganhou Emerson Ferreira, da FMF.- O Cruzeiro até agora não tinha se pronunciado sobre a arbitragem.

Fizemos
uma reunião na hora do almoço, com outros membros da diretoria, como o presidente Gilvan e o superintendente Sérgio Rodrigues. O Cruzeiro foi surpreendido
na semana passada com um nota lamentável da ANAF, com críticas que
desrespeitam a instituição.

Não pedi, mas exigi respeito ao Cruzeiro
Esporte Clube. Em nenhum momento, o Cruzeiro foi contra a arbitragem,
apenas sugeriu que fosse um arbitro FIFA, para evitar toda a pressão que
aconteceu depois do clássico.

O Cruzeiro sempre fez
isso nos últimos três anos, e, momento algum, a ANAF emitiu nota sobre
isso. Nós,  como clube, ficamos ofendidos.

O chefe de arbitragem, Giuliano Bozzano, aparecia como assessor de assuntos
jurídicos na ANAF, antes da nota, e tiraram o nome dele
do site da ANAF depois disso.Fizemos um bom jogo e vencemos jogando um bom futebolThiago Scuro defendeu a comissão técnica e os jogadores do Cruzeiro, ao falar sobre os méritos do time na vitória sobre o Atlético-MG.

Segundo o dirigente, a avaliação sobre o resultado do jogo está sendo direcionada à arbitragem e não ao que foi feito de dentro de campo.- A gente gostaria de reforçar algo que é o principal de tudo.

O Cruzeiro
venceu por muito mérito da comissão técnica, o elenco de jogadores, pela
atitude e o pelo que trabalharam na semana toda. Esse é o grande incômodo
para nós que estamos direcionando demais a discussão e esquecendo do
trabalho dos nossos profissionais, pelo horário, condições climáticas.

Fizemos um bom jogo e vencemos jogando um bom futebol.SAIBA MAISCruzeiro admite realizar ajustes para o Brasileiro e reestrutura as finançasAtlético-MG encaminha protesto à FMF contra arbitragem do clássicoEm contato da reportagem do
GloboEsporte.

com, o presidente da ANAF, Marco Antônio Martins, explicou que
Giuliano Bozzano não exerce mais nenhum cargo na entidade desde que assumiu a função de presidente da comissão de árbitros na FMF. Segundo o presidente da instituição, este
desligamento aconteceu no primeiro semestre do ano passado.

Com relação às
reclamações de Cruzeiro e Atlético-MG, a ANAF diz que não se manifesta sobre
relações com os campeonatos estaduais, apenas em competições nacionais. Marco
Antônio Martins ainda esclarece que a declaração de que a ANAF teria apontado
“problemas internos” no Cruzeiro, foi apenas uma confirmação de uma nota
elaborada pelo sindicato dos árbitros de Minas Gerais.

Giuliano Bozzano não vai se manifestar sobre o assunto.FutebolOs dirigentes cruzeirense também falaram sobre futebol.

Bruno Vicintin elogiou o trabalho do técnico Deivid e afirmou que ele segue prestigiado, ao analisar o trabalho e os resultados conseguidos até o momento.- A gente sabe que foi uma medida ousada colocar um treinador no seu
primeiro trabalho já num clube gigante como o Cruzeiro, mas apostamos na
continuidade dos conceitos.

Já havíamos feito isso num trabalho dando resultado
com Mano Menezes, interrompido não pela vontade do Cruzeiro. E os números com o
Deivid vêm mostrando continuidade.

A torcida cobra, mas a diretoria vê
uma melhora, uma evolução. Nem achar que está tudo bom nas vitórias ou
errado onde está ruim.

Conversamos bastante
sobre isso.Bruno Vicintin deixou a rivalidade de lado ao falar sobre a negociação com os valores de patrocínio e de cotas de TV, que foram feitas em conjunto por Cruzeiro e Atlético-MG.

– O contrato de televisão foi tocado pelo doutor Gilvan, mas vou dar uma
opinião minha. Cruzeiro e Atlético-MG trabalharam juntos na negociação.

Por eu ser um torcedor que veio da arquibancada, a rivalidade está dentro
de mim. Mas os dois trabalhando juntos em vários lugares vai ser muito
bom para as duas instituições.

Foi assim com o patrocínio da Caixa, agora
com a renovação de contrato da TV. Estive com Daniel (Nepomuceno, presidente do Atlético-MG) para buscar verbas de
incentivo para ajudar nas divisões de base.

Hoje fico feliz de dizer que, claro que todo mundo quer ganhar, mas Cruzeiro e Atlético iniciam medidas para caminhar bem para a marca dos
dois clubesMaterial esportivoO vice-presidente de futebol Bruno Vicintin falou também sobre o fornecedor de material esportivo do time. Segundo ele, a Penatly permanece até o fim do contrato.

– Pelo que sei, é claro que pelo tamanho da marca e da exposição, pelo
número de torcedores, é normal várias marcas se interessarem pelo Cruzeiro. O fornecedor continua o mesmo.

Até onde fui informado, continua o mesmo.
.

Fonte: Globo Esporte