Na noite desta sexta-feira, o Ginásio do Riacho, em Contagem, foi palco do primeiro amistoso internacional entre Cruzeiro e seleção da Polônia de vôlei masculino. Com ares de partida oficial, dentro de quadra o clima também foi de campeonato, em uma disputa acirrada. A equipe mineira levou a melhor e venceu no tie-break, com parciais de 23/25, 25/19, 25/23, 18/25 e 19/17.

Na próxima terça-feira, às 20h (de Brasília), as duas equipes voltam a jogar no Ginásio do Riacho, fechando a preparação polonesa para os Jogos Olímpicos do Rio.O jogo começou com os dois times duelando por cada
ponto e se revezando na liderança do placar.

A partida esteve empatada até o 21º ponto, mas na reta final a Polônia,
com o saque pesado, conseguiu fechar em 25 a 23.Confira aqui a agenda olímpicaNo segundo set, o Cruzeiro voltou com um ritmo melhor no saque.

Todos os fundamentos passaram a funcionar, principalmente o bloqueio, que parou o forte ataque do oposto Kurek. O time mineiro abriu vantagem, com 17 a 13 no marcador, e seguiu ditando o ritmo da partida, finalizando a parcial em 25 a 19, com um erro de saque de Klos.

Quem deve ser o porta-bandeira do Brasil na abertura da Olimpíada? Participe.O início do terceiro set da Polônia, que abriu 5 a 1 e seguiu embalada, com um saque mais balanceado.

A Raposa foi tirando a vantagem aos poucos, encostando em 12 a 13. O bloqueio simples de Éder Levi em Klos deixou tudo igual: 15 a 15.

Filipe, novamente no bloqueio, fez o Cruzeiro passar na frente, em 20 a 19. Embalados pela torcida, os cruzeirenses seguiram trabalhando muito bem o sistema defensivo.

Com Leal voando pela entrada de rede, os donos da casa fecharam em 25 a 23.Na quarta parcial, a Polônia abriu o placar logo no início e se manteve o tempo todo na frente, marcando 25 a18 e empatando o jogo em 2 a 2.

A torcida pode presenciar momentos disputadíssimos no quarto set, que terminou como se fosse uma final de torneio. O equilíbrio foi novamente a tônica em quadra, com os times duelando ponto a ponto.

Na reta final do tie-break, a Polônia chegou a fazer 13 a 11 e teve vários match points, mas não fechou. Pelo Cruzeiro, Leal virou vários contra-ataques, levantando a torcida e mantendo o time da Raposa vivo no jogo.

Quando o Cruzeiro passou na frente, um bloqueio de Éder Levi em Kurek fechou a conta, em 19 a 17. No fim do amistoso, o técnico cruzeirense Marcelo Mendez aprovou a atuação dos comandados.

– Estou muito feliz. Estamos em etapas diferentes, enquanto eles
estão para jogar a Olimpíada, nós estamos nos preparando para os torneios da
temporada.

Acho que o nosso time jogou bem. Estou muito feliz pela atuação dos
meninos mais novos, e também pelos adultos, que fazem este time do
Cruzeiro ser tão grande.

.

Fonte: Globo Esporte