goleirolateraiszagueirosmeiasatacantesTécnicoAs duas próximas rodadas têm uma característica em comum que as Dicas Econômicas do Cartola para a rodada #17 não vão ignorar: Santos, São Paulo e Sport mandaram até aqui dois jogos a menos do que o líder Palmeiras e o vice-líder Corinthians e um jogo a menos do que o terceiro colocado Grêmio e o quinto colocado Atlético-PR. Com isso, nas duas próximas rodadas Santos, São Paulo e Sport fazem dois jogos como mandantes. Isso valeria para o Fluminense, também, mas seu o jogo da rodada #18 foi transferido para setembro.

Desse modo, as duas próximas rodadas são um momento muito importante para Santos, São Paulo e Sport se posicionarem na tabela de classificação e parece razoável acreditar que seja um momento para esses clubes colocarem mais energia em campo. (Vale destacar que tudo ainda ficará incerto em relação ao G-4 porque o Grêmio teve seu jogo da rodada #19 contra o Botafogo transferido para setembro.

Só na rodada #23 teremos uma real noção de como estará a classificação do Campeonato Brasileiro.)O quarto colocado Santos recebe o Cruzeiro, em um confronto de muito equilíbrio na história do Brasileirão.

Com mando dos paulistas, foram 14 vitórias do Santos, 13 vitórias do Cruzeiro e cinco empates em 32 jogos. O Santos venceu o último, o Cruzeiro os dois anteriores, e o Santos os três antes desses.

Desde 2000 que esse confronto não acaba empatado. O Santos é o segundo melhor mandante do Brasileirão-2016 (86% de aproveitamento, seis vitórias e uma derrota em casa), e o Cruzeiro, o quarto melhor visitante (38%, três vitórias [Botafogo, Atlético-MG e Ponte Preta] e cinco derrotas [Coritiba, Santa Cruz, Grêmio, Chapecoense e Fluminense]).

Na média de gols por partida, o Santos tem o terceiro melhor ataque quando mandante (2,29) e a segunda melhor defesa (0,43). Quando visitante, o Cruzeiro tem o quarto melhor ataque (1,38), mas a quarta pior defesa.

O Cruzeiro acaba de mudar de técnico, saiu Paulo Bento e chegou Mano Menezes, fato que é sempre considerado como um estímulo aos atletas. Como o problema do Cruzeiro está muito mais ligado à defesa, e Mano Menezes terá pouco tempo para mudar isso, o Santos pode ser considerado favorito, e seus jogadores ofensivos devem ficar no radar, embora o histórico desse confronto deixe claro haver pouca margem para certezas.

O São Paulo recebe a Chapecoense, um adversário que lhe dá trabalho. Foram apenas dois confrontos em Brasileirões com mando do São Paulo, que não venceu nenhum deles: um empate e uma vitória da Chapecoense, ambos no Morumbi, local da partida deste domingo, às 11h.

A previsão do tempo indica tempo seco, nublado e temperatura de cerca de 20°C. O São Paulo é o nono melhor mandante (62%, quatro vitórias, um empate e duas derrotas), e a Chapecoense a sexta melhor visitante (duas vitórias [Coritiba e Vitória], três empates e três derroas).

Consideradas as médias por partida, como mandante, o São Paulo tem o nono ataque menos eficaz (1,43) e a sexta melhor defesa (0,71). Já a Chapecoense como visitante tem o quarto melhor ataque (1,38) e a segunda pior defesa (2,13).

Nos últimos três jogos como visitante, a Chapecoense sofreu nove gols (cinco do Sport, três do Santos e um do Figueirense). Não venceu nenhum.

Sem Calleri, Kardec, Ganso, todos negociados, o São Paulo é uma incognita, mas com uma defesa que não se acerta, a Chapecoense deve encontrar dificuldades.O Sport recebe o Atlético-PR.

Na história dos Brasileirões, como mandante o Sport tem seis vitórias, seis empates e apenas uma derrota para o Atlético-PR em 13 jogos. Depos de seis vitórias consecutivas do Sport, nos últimos três anos foram uma vitória do Atlético-PR e dois empates.

O embate deste ano deve ser interessante porque o Atlético-PR vem demonstrando uma consistente organização defensiva (é a segunda defesa menos vazada da competição com média de 0,94 gol sofrido por jogo, mas como visitante sua marca é bem menos eficiente, com 1,5 gol sofrido, o nono pior desempenho). Do outro lado, o ataque do Sport tem a quinta melhor média de gols marcados (1,56), marca que melhora muito em casa: o Sport tem o melhor ataque mandante (2,43 gols por jogo).

A defesa do Atlético-PR não terá o lateral Léo; o Sport estará com time titular completo. Embora as posições na tabela de classificação indiquem o contrário (o Sport é o 14º colocado, o Atlético-PR, 5º), a força ofensiva do Sport em casa será um desafio e tanto para uma defesa que não tem a mesma força como visitante.

O Sport é favorito.O Fluminense, que está na 12ª colocação e estaria nesse quadro de momento de afirmação recebe a Ponte Preta.

Na história, a Ponte Preta nunca venceu esse confronto como visitante: foram sete vitórias do Fluminense e três empates. Neste ano, o Fluminense tem um desempenho apenas mediano como mandante (57%, três vitórias [Botafogo, Corinthians e Cruzeiro], três empates e uma derrota [Santos]), assim como a Ponte Preta como visitante (33%, duas vitórias, dois empates e quatro derrotas [Corinthians, Grêmio, Atlético-MG e Santos]).

Em médias por jogo, o Fluminense tem o sétimo pior ataque entre os mandantes (1,29) e nona melhor defesa (1,00). A Ponte Preta tem o sexto ataque menos eficaz quando visitante (0,88) e e nona pior defesa (1,50).

O Fluminense está completo, e a Ponte Preta estará defensivamente desfalcada do volante Renê Júnior e do lateral esquerdo Reinaldo.A cada rodada fica maior o número de cartoleiros que se perguntam apenas “quem enfrenta o América-MG nesta rodada?” É o Grêmio, que tem o sexto melhor desempenho como visitante (38%, duas vitórias [Atlético-MG e Internacional], três empates e três derrotas [Palmeiras, Atlético-PR e Sport]).

O meia Douglas aparecia como o mais escalado no momento do fechamento das Dicas Econômicas do Cartola para a rodada #17.A equipe sugerida para a rodada #17 custa C$ 104,65.

Tirando os extremos, a mediana dos cartoleiros tem C$ 113,42. O mercado fecha às 16h30 deste sábado.

Não perca tempo e monte o seu time! Mas é fundamental acompanhar o Plantão para saber se algo muda nos clubes ou se algum jogador deixa de ser titular no clube e, consequentemente, “provável” no Cartola.01GOLEIROThiago Rodrigues (Figueirense) – C$ 4,78Vem de uma espantosa valorização de 53%, principalmente por exigir baixíssimo investimento.

Recebe o Vitória, que estará desfalcado de Dagoberto, mas ainda assim conta com um ataque contundente, mas ainda assim o oitavo menos eficaz entre os visitantes (média de 1,00 gol por jogo). Thiago Rodrigues é o quarto goleiro com melhor média de pontuação (4,24) entre os “prováveis”.

O Figueirense tem a sétima defesa menos vazada entre os mandantes (média de 0,75 gol sofrido por jogo). Com cinco jogos disputados, fez 11 defesas difíceis e deve ser exigido ao receber o Vitória.

Bom potencial de pontuação.01LATERAISCaju (Santos) – C$ 6,67Com 21 anos recém-completados, Caju há anos frequenta o banco de reservas.

Ainda assim, neste ano recusou uma proposta para jogar na Itália. Com a ida de Zeca para a seleção olímpica, ganhou uma chance e outra mais e agarrou com os dois pés.

Em três jogos, mantém média de praticamente 9 pontos. Vem de forte valorização (29%), mas vem demonstrando ter aproveitado bem o tempo de maturação entre os profissionais, embora tenha tomado uma canseira de Vander na Vitória contra o Vitória, com uma assistência sua e quatro roubadas de bola.

Fábio Santos (Atlético-MG) – C$ 7,59Recebe o Santa Cruz, que vem de vitória no último confronto como visitante (3 a 0 sobre o América-MG), mas vinha de quatro derrotas consecutivas fora de casa antes disso (Atlético-PR, Palmeiras, Corinthians e Botafogo). É apens o segundo jogo de Fábio Santos e vale para ele a “regra da segunda rodada”: média alta (5,40) significa forte potencial de valorização.

Por outro lado, o Atlético-MG venceu os últimos quatro jogos como mandante com 12 gols marcados. À exceção do jogo contra o Botafogo (vitória por 5 a 3), a defesa do Atlético-MG é muito forte e Fábio Santos chegou para reforçá-la ainda mais, com potencial para surpreender no ataque.

Apenas para constar: os laterais do Grêmio estão custando C$ 12,04 (Edílson) e C$ 12,61 (Marcelo Oliveira). 01ZAGUEIROSGustavo Henrique (Santos) – C$ 4,68Baixíssimo investimento e um desempenho considerável quando atua em casa: disputou seis jogos, em quatro o Santos não levou gol [Botafogo, Sport, São Paulo e Chapecoense] e nos outros dois levou um da Ponte Preta e outro do Coritiba.

Mas vale reforçar: o Cruzeiro tem o quarto ataque mais eficiente do Brasileirão entre os visitantes (1,38 gol por jogo, principalmente graças à goleada sobre a Ponte Preta por 4 a 0 e pela vitória sobre o Atlético-MG por 3 a 2. Vem de derrota por 2 a 0 para o Fluminense no último jogo como visitante e de 2 a 1 para o Sport no último como mandante).

Nesse cenário, Gustavo Henrique é uma opção a ser considerada.Wallace Reis (Grêmio) – C$ 7,34Não dá para fazer de conta que nos últimos sete jogos, o América-MG só conseguiu fazer um gol.

O respeito é o mesmo de sempre, mas o campeão mineiro precisa urgentemente criar algo novo para mudar a fase. Ainda que o Grêmio seja a quarta defesa mais vazada entre os visitantes (média de 1,75 gol por jogo), não é exagero acreditar que a equipe tem forte potencial para sair de campo sem sofrer gols nesta rodada.

01MEIASThiago Santos (Palmeiras) – C$ 5,94Disputou apenas nove jogos e já conseguiu 23 roubadas de bola, deu uma assistência e fez um gol. É um desempenho a ser considerado, principalmente em relação a essas roubadas de bola, porque vai jogar fora de casa, contra o Botafogo, e a equipe tem de entrar em campo com um imenso espírito de luta para dar satisfação à torcida após a derrota em casa para o Atlético-MG.

Como terá outro jogo fora na rodada seguinte, uma derrota agora coloca em risco o simbólico título de campeão do primeiro turno (que as fantásticas leis do futebol devem deixar pendurado com o adiamento do jogo do Grêmio contra o Botafogo, na rodada #19).Douglas (Grêmio) – C$ 8,39Quando estavam sendo produzidas as Dicas Econômicas do Cartola para a rodada #17, Douglas era o atleta mais escalado pelos cartoleiros.

Ele já marcou quatro gols e deu duas assistências em 14 jogos. Com a saída de Giuliano do Grêmio, sua responsabilidade cresce consideravelmente, e Douglas tem experiência e talento suficientes para lidar com essa pressão.

Ajuda muito o fato de enfrentar a equipe mais desequilibrada da competição. Vitor Bueno (Santos) – C$ 15,21Foram 16 jogos com ele até aqui, que conseguiu sete gols, duas assistências e ainda ajudou a defesa com 17 roubadas de bola.

Tem mostrado muita vitalidade e tem aparecido mais na equipe santista por ser quem está atuando mais avançado no meio-campo, recebendo a ligação da defesa para a bola chegar nos laterais e nos atacantes. Sua média está em 6,24 pontos.

Vem de valorização, mas se Lucas Lima ficar fora da partida, sua responsabilidade será ainda maior, pois deverá ser vigiado de perto pelo Cruzeiro.01ATACANTESCueva (São Paulo) – C$ 7,97Sua pontuação no Cartola está em um crescente que chama a atenção, movido a muita velocidade e a uma garra de empolgar o time.

Disputou apenas cinco jogos, mas no clássico contra o Corinthians foi inteligente para conquistar um pênalti e mostrou personalidade para cobrá-lo e fazer o primeiro gol do jogo. Sua pontaria está longe de ser um primor, muito longe, mas a dedicação em algum momento é premiada.

Quem sabe contra a Chapecoense. Seu companheiro de ataque Centurión (C$ 8,03) é uma opção.

Róger Guedes (Palmeiras) – C$ 11,14Apanha um bocado, tendo sofrido 25 faltas em 15, mas não desiste. Aparce mais quando mandante e viaja para enfrentar o Botafogo, mas como visitante já fez gol (no Coritiba) e já exigiu defesas difíceis dos goleiros adversários.

Sem Gabriel Jesus, os palmeirense vão precisar muito dele. E o Botafogo é a nona defesa mais vazada entre os mandantes.

Copete (Santos) – C$ 16,54Tem simplemente a maior média do Cartola (10,52) entre quem disputou mais de um jogo (do contrário não há média). Difícil saber quantas rodadas mais vai ser possível colocá-lo em uma equipe econômica.

Nesta rodada, mesmo, só entra porque é necessário ver até onde vai essa fantástica onda positiva. Quatro jogos, quatro assistências e três gols é desempenho de craque.

Sua média altíssima deixa Ángel Romero (que nesta rodada viaja para enfrentar o Internacional) para trás (7,09). A luta entre esses dois para ver quem é mais eficaz está disputadíssima.

01TÉCNICO Oswaldo Oliveira (Sport) – C$ 8,40O Sport tem potencial ofensivo para superar a defesa do Atlético-PR, que vai ao Recife. Entre os técnicos que estão exigindo menor investimento, é o que parece ter maior possibilidade de conseguir uma boa pontuação e é por isso que aparece na equipe econômica.

.

Fonte: Globo Esporte