Usain Bolt é um dos maiores atletas de todos os tempos. O corredor jamaicano é tricampeão olímpico e recordista mundial em três provas diferentes: 100m, 200m, e revezamento 4 x 100m. Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que terminaram no último domingo, Bolt foi o maior nome, não somente pelos resultados, mas também pelo carisma e pela popularidade.

O jamaicano é o homem mais rápido do mundo há três ciclos olímpicos, ou seja, desde os jogos de Pequim, em 2008.Inspirado ou não por Bolt, o Cruzeiro também tem sido veloz nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro.

Nos últimos quatro jogos, fez ou levou gol antes dos três minutos de bola rolando. Nas duas primeiras vezes, os gols foram dos adversários.

Nas duas últimas, foi o Cruzeiro quem marcou na velocidade de um raio. Confira.

Cruzeiro 4 x 2 Internacional – Gol de Seijas, aos 2 minutosO Cruzeiro vinha de seis jogos sem vitória, quando recebeu o Internacional, no Independência. O gol do venezuelano Seijas, logo no começo do jogo, assustou.

Mas, com três gols de Rafael Sobis e um de Ramón Ábila, o Cruzeiro venceu por 4 a 2. Reveja o gol de Seijas Corinthians 1 x 1 Cruzeiro – Gol de Giovanni Augusto, a 1 minutoA sina se repetiu no jogo seguinte e, antes mesmo dos jogadores esquentarem em campo, Giovanni Augusto abriu o placar.

O argentino Ábila marcou no segundo tempo e deu números finais ao jogo. Relembre como foi o gol corintiano.

 Cruzeiro 2 x 2 Coritiba – Gol de Rafinha, aos 2 minutosDepois de dois jogos sofrendo gols-relâmpago, o Cruzeiro fez o adversário provar o veneno. Com dois minutos de bola rolando, Rafinha abriu o placar diante do Coritiba, no Independência.

Veja como foi no vídeo abaixo. Figueirense 1 x 2 Cruzeiro – Gol de Henrique, aos 3 minutosDomingo passado, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, o Cruzeiro venceu o Figueirense, por 2 a 1, e deixou a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Henrique abriu o placar, com um gol no começo do jogo. Veja no vídeo abaixo.

 Arrascaeta conta que o técnico Mano Menezes conversou com os jogadores sobre o fato. O uruguaio falou sobre a importância de entrar em campo concentrado e tentar tirar proveito da distração do adversário e não o contrário.

– O Mano nos chamou a atenção sobre isso. Os primeiros e os
últimos cinco minutos são onde se vê se o time está concentrado e focado no jogo.

Temos que caprichar nisso e ver se o rival está distraído para aproveitar e
fazer os gols.O Mano nos chamou a atenção sobre isso.

Os primeiros e os
últimos cinco minutos são onde se vê se o time está concentrado e focado no jogo.
Temos que caprichar nisso e ver se o rival está distraído para aproveitar e
fazer os gols.

Rafael Sobis afirma que o Cruzeiro foi inteligente e soube aprender com os erros. Para o atacante gaúcho, é muito melhor fazer o gol antes do que tomar, obviamente.

– Tomar gol cedo não é o ideal, mas sempre que acontece uma
coisa ruim uma coisa positiva acontece. Tomamos gol cedo em dois jogos, um
deles vencemos e o outro empatamos com chance de vitória.

Nos outros jogos, os
gols foram essenciais para o seguimento da partida. O ideal é marcar e não
tomar.

Sempre temos coisas para melhorar quando vencemos. Quando perdemos, nem
se fala.

Nós conversamos muito para botar em pratica.

Domingo, o Cruzeiro volta a campo.

Enfrenta o Santa Cruz, às 11h (de Brasília), no Mineirão. O público deve passar dos 45 mil pagantes, que vão na expectativa de ver mais um dia de Usain Bolt do time azul.

Os cruzeirenses, é claro, esperam que o gol em velocidade de raio seja do time mineiro.
.

Fonte: Globo Esporte