Rafael teve ótima atuação na vitória do Cruzeiro sobre o Santa Cruz, por 2 a 0, domingo (confira os melhores momentos no vídeo acima). Fez três grandes defesas e ajudou o time a conquistar os três pontos, se afastando um pouco mais da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com a contusão de Fábio, que só volta aos gramados ano que vem, ele é o novo titular do Cruzeiro.

O goleiro se lembra da felicidade de ter feito boa partida em um Mineirão lotado.- Estava muito
feliz.

Fiquei contente pela oportunidade que tive de voltar a atuar,
ainda mais depois de cinco semanas parado por contusão, uma
coisa que me chateou muito. Voltar a jogar no Mineirão
com 50 mil pessoas, sair de campo com os três pontos, o time fazendo
bom jogo.

..

fui para casa feliz, com a satisfação de dever cumprido.
Espero dar sequência nos próximos jogos.

A boa atuação, não foi apenas
minha, mas também de todo o time, a gente vinha buscando
esta evolução, estamos há cinco jogos sem perder. Espero que este
momento nos leve a buscar algo maior.

Rafael elogia os companheiros de posição. Destaca que no Cruzeiro não há briga e, sim, disputa saudável pela posição.

Até porque os goleiros do elenco são amigos.- O Fábio machucou, ninguém
queria isso.

Mas, independentemente de ser eu jogando, poderia ser o Elisson ou o Lucas
França, aqui não tem individualismo. Aqui é coletivo.

Independentemente de
quem estiver em campo, vamos buscar fazer o
melhor, continuar trabalhando duro no dia a dia, para a gente ter boas
atuações e não tomar gols.O camisa 12 cruzeirense não poupa elogios ao trabalho do preparador Robertinho, que segundo ele, é um dos grandes responsáveis pela boa fase dos goleiros do clube.

– A grande evolução do goleiro, de uns tempos para cá, se dá pelo
profissional que entrou no dia a dia do futebol. Os clubes entenderam
que precisava de um profissional (de preparação de goleiros).

Eu agradeço muito ao Robertinho. Minha
evolução passa
por ele.

Não só a minha, mas também do Fábio, do Lucas. Ele é um cara
que nos cobra, mas está sempre motivando, dando conselhos e ajudando.

Para mim foi importante, ele sempre me deu treinos específicos. Mesmo no
período de folga ele vinha à Toca para dar treinos
físicos e técnicos, para eu poder estar o mais apto possível.

Eu sou
muito grato a ele, só posso agradecer ao Robertinho. Fico contente de
ressaltar o trabalho de todos estes profissionais que não aparecem tanto
no dia a dia, na tela, mas que são de grande
importância para a gente.

.

Fonte: Globo Esporte