A situação de Ponte Preta e Cruzeiro na tabela do Campeonato Brasileiro é distinta, mas há um ponto em comum entre eles para o duelo desta quarta-feira, a partir das 19h30, no Majestoso, pela décima rodada. Com o ataque devendo, os times tentam melhorar o desempenho ofensivo em busca da reabilitação na elite nacional. VEJA TABELA E CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIROPara a Macaca, a vitória manterá o equilíbrio da campanha.

Após perder para o Atlético-MG por 3 a 0 no último domingo, a Alvinegra campineira estacionou nos 13 pontos, mas continuou entre os dez melhores e agora tem a chance de se reaproximar do G-4. Já para o Cruzeiro, o cenário é mais dramático.

Com duas derrotas consecutivas, amarga a lanterna, com oito pontos, e precisa reagir para deixar a zona de rebaixamento o quanto antes. A condição das equipes poderia ser melhor se os ataques ajudassem mais.

O Cruzeiro tem, ao lado de Botafogo e Fluminense, o pior ataque da Série A, com apenas oito gols em oito jogos – média de um por jogo. A falta de pontaria tem sido um dos principais problemas enfrentados pelo treinador Paulo Bento à frente do comando do time celeste.

O Cruzeiro é o terceiro time que mais finaliza no torneio, com 136, atrás apenas de Atlético-MG e Fluminense, mas erra o alvo na maioria das vezes. Apesar da necessidade de buscar o resultado, o técnico Paulo Bento abriu mão de um homem de frente para reforçar a marcação no meio de campo.

Saiu Rafael Silva para a entrada do volante Bruno Ramires. É uma das quatro novidades no time titular.

As outras aparecem na defesa: Mayke, Léo e Bruno Rodrigo. Será a décima formação em dez compromissos.

Diante da sombra de Mano Menezes, existe a possibilidade de Paulo Bento ficar com o cargo ameaçado em caso de resultado negativo. SAIBA MAIS:> Com Majestoso como aliado, Eduardo espera Cruzeiro fechado em CampinasO campeonato é muito competitivo, então até aqueles que estão lá atrás têm qualidade.

O Cruzeiro vem pressionado. Temos de entrar atentos, ligados, pois o Cruzeiro tem jogadores com poder de decisão muito alto Do lado da Ponte, são dez gols, assim como Sport, Figueirense, Atlético-PR, Flamengo e São Paulo.

Outros dois dados chamam a atenção negativamente: a Macaca passou em branco quatro jogos até aqui (Figueirense, Corinthians, Grêmio e Atlético-MG), e Roger, seu camisa 9, ainda não desencantou. Tanto que na última vitória, quando a Ponte fez 3 a 2 no Atlético-PR, os gols foram anotados por defensores: Fábio Ferreira, Reinaldo e Jeferson.

O artilheiro é Felipe Azevedo, com quatro. Confiante na redenção dos atacantes, Eduardo Baptista mantém o estilo ofensivo, com três atacantes.

Será apenas uma mudança em relação ao último jogo. Com Jeferson suspenso por três cartões amarelos, o técnico está entre Nino Paraíba e Diogo Mateus para a lateral direita.

 O tropeço diante do Atlético-MG serve de alerta. Assim como o Cruzeiro, o Galo estava em baixa – não vencia havia sete jogos.

Corinthians e Flamengo também estavam pressionados antes de baterem a Macaca neste Brasileiro. Contra essa sina, o desafio é não reabilitar mais um time.

 E TAMBÉM:> Vitória sobre a Ponte em 2015 inspira Cruzeiro para iniciar reação- O campeonato é muito competitivo, então até aqueles que estão lá atrás têm qualidade. O Cruzeiro vem pressionado.

Temos de entrar atentos, ligados, pois o Cruzeiro tem jogadores com poder de decisão muito alto. É marcar firme e, quando tiver a bola, jogar, impor o nosso ritmo e rodar a bola para encontrar espaços – comentou o técnico Eduardo Baptista.

 >>> Ponte Preta x CruzeiroLocal: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).Data e horário: quarta-feira, às 19h30 (de Brasília).

Provável escalação da Ponte: João Carlos; Nino Paraíba (Diogo Matheus), Fábio Ferreira, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior e Cristian; Felipe Azevedo, Clayson e Roger. Desfalques da Ponte: Elton e Jeferson.

Provável escalação do Cruzeiro: Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Bryan; Henrique, Lucas Romero, Bruno Ramires, Arrascaeta e Alisson; Riascos.Desfalques do Cruzeiro: Dedé, Judivan, Marcos Vinicius, Élber, RobinhoTransmissão: Premiere e PFCI (com Osvaldo Luis e Renato Leal).

Arbitragem: Dewson Fernando Freitas da Silva, árbitro Fifa, apita a partida, auxiliado por Márcio Gleidson Correia Dias e Helcio Araújo Neves, todos do Pará.Tempo Real: GloboEsporte.

com, a partir das 19h.
.

Fonte: Globo Esporte