O título do Cruzeiro na Copa do Brasil de 1996 surpreendeu o Brasil. Não porque o time mineiro não tivesse qualidade técnica e jogadores para conquistar o troféu. Mas sim, porque do outro lado na final estava o Palmeiras, formado por vários craques da seleção brasileira e comandado por Vanderlei Luxemburgo, no auge de sua carreira.

Após o empate no primeiro jogo por 1 a 1, no Mineirão, a taça ficou ainda mais perto dos paulistas, que tinham atuado melhor. O 2 a 1, em pleno Parque Antártica, só não deixou atônitos os cruzeirenses, que confiavam e acreditavam no potencial do time.

Neste domingo, o Cruzeiro comemora 20 anos da conquista histórica e o <b>GloboEsporte.com</b> está, desde segunda-feira, lembrando o feito, com matérias e especiais com alguns dos personagens do título.

O Cruzeiro chegou na competição correndo por fora. Os favoritos à conquista da Copa do Brasil eram o Palmeiras de Luxa, o Grêmio de Felipão e o Flamengo de Joel Santana, que tinha Romário e Sávio no ataque.

Foram justamente os quatro os semifinalistas da Copa do Brasil.Levir Culpi chegou ao Cruzeiro em janeiro de 1996 e montou o time que conquistaria o Campeonato Mineiro e a Copa do Brasil.

O time tinha jogadores experientes e rodados, como Roberto Gaúcho, Fabinho, Nonato, Vítor, Palhinha e Célio Lúcio e jovens valores como Dida, Ricardinho, Cleisson e Marcelo Ramos. A fórmula deu certo, e o Cruzeiro foi, aos poucos, crescendo como time, e avançando na competição, passando por adversários de peso, como Vasco, Corinthians e Flamengo, até chegar à decisão contra o Palmeiras.

CONFIRA TODAS AS MATÉRIAS DA SÉRIE:>>> Veja como foi o Tempo Real de Palmeiras 1 x 2 Cruzeiro>>> Por onde anda cada um dos heróis do título da Copa do Brasil>>> Como eram o Brasil e o mundo em 1996>>> Nonato relembra conquista: “Esse título é tudo”>>> Marcelo Ramos celebra o título “mais marcante” do clube>>> Vital no título, Roberto Gaúcho valoriza união dos jogadores>>> Fabinho, o guerreiro que nunca duvidou da conquista do título Relembre conosco os principais momentos da campanha:Primeira fase13/03/1996 – Juventus-AC 1 x 1 Cruzeiro
– Gols: Uéslei (Cru); Sairo (Juv)20/03/1996 – Cruzeiro 4 x 0 Juventus-AC
– Gols: Marcelo Ramos (2), Uéslei e EdmundoO primeiro adversário foi o acreano Juventus, que segurou o 1 a 1 no jogo de ida e trouxe a volta para Belo Horizonte. Com o Mineirão fechado, para A reforma do gramado, a partida foi no Independência.

O Cruzeiro não teve problemas para vencer e avançar à segunda fase. Relembre, no vídeo abaixo, os gols do segundo jogo.

 Oitavas de final28/03/1996 – Vasco 2 x 6 Cruzeiro
– Gols: Uéslei, Gélson, Roberto Gaúcho, Marcelo Ramos, Palhinha e Edmundo (Cru); Nílson e Zinho (Vas)17/04/1996 – Cruzeiro 1 x 1 Vasco
– Gols: Marcelo Ramos (Cru); Zinho (Vas)O Vasco tinha um bom time, com nomes do quilate de Carlos Germano, Nílson e Assis, e jogava a primeira partida das oitavas de final em casa. Por isso, o dilatado placar de 6 a 2 foi uma grande surpresa.

Na volta, o Cruzeiro apenas administrou a vantagem construída na primeira partida para se classificar, empatando por 1 a 1. Reveja, abaixo, os gols das duas partidas.

 Quartas de final24/04/1996 – Cruzeiro 4 x 0 Corinthians – Gols: Nonato, Célio Lúcio, Cleisson e Palhinha10/05/1996 – Corinthians 3 x 2 Cruzeiro
– Gols: Marcelo Ramos e Roberto Gaúcho (Cru); Souza, Marcelinho Carioca e Edmundo (Cor)Ainda com o Mineirão fechado, o Cruzeiro recebeu o Corinthians no Independência, para o jogo de ida das quartas de final. Os paulistas tinham um time forte, com Silvinho, Marcelinho Carioca e Edmundo, entre outros, mas não foram capazes de conter a fúria do Cruzeiro, que venceu por 4 a 0 e praticamente garantiu a vaga na semifinal.

Na volta, no Pacaembu, a derrota por 3 a 2 não atrapalhou em nada os planos cruzeirenses. Veja os gols dos dois jogos abaixo.

 Semifinal28/05/1996 – Flamengo 1 x 1 Cruzeiro
– Gols: Cleisson (Cru); Sávio (Fla)05/06/1996 – Cruzeiro 0 x 0 FlamengoO confronto na semifinal foi com o Flamengo, que havia sido campeão carioca, tinha um grande time e era considerado favorito. Romário, Amoroso, Marques, Sávio e Mancuso eram os grandes nomes do Rubro-Negro.

Os dois jogos foram muito equilibrados. Dois empates e o gol marcado pelo Cruzeiro, no Maracanã, levou o time mineiro à final.

 Final – Primeiro jogo14/06/1996 – Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras
– Gols: Marcelo Ramos (Cru); Cláudio (Pal)O Cruzeiro entrou no primeiro jogo da final contra o Palmeiras como azarão, já que os paulistas tinham um verdadeiro esquadrão. Mesmo jogando no Mineirão, o Palmeiras foi superior e abriu o placar com um gol de falta do zagueiro Cláudio, no primeiro tempo.

O empate do Cruzeiro veio com Marcelo Ramos, aproveitando um cruzamento de Roberto Gaúcho, aos 16 da etapa final. Ainda assim, a impressão que ficou no ar foi a de que o Palmeiras não teria problemas para levantar o troféu em casa.

Confira como foi aquele jogo abaixo. Final – Segundo jogo19/06/1996 – Palmeiras 1 x 2 Cruzeiro – Gols: Roberto Gaúcho e Marcelo Ramos (Cru); Luizão (Pal)Jogando com muita inteligência e obediência tática, o Cruzeiro conseguiu o que pouca gente esperava e surpreendeu, ao vencer o Palmeiras por 2 a 1, de virada, dentro do Parque Antárctica.

Os donos da casa saíram na frente, com um gol de Luizão, logo no começo do jogo. O empate saiu ainda no primeiro tempo, com Roberto Gaúcho.

Com Dida fechando o gol, o 1 a 1 ficou no placar até os 36 minutos do segundo tempo, quando Marcelo Ramos aproveitou rebote de Velloso para dar números finais à partida e garantir o bicampeonato da Copa do Brasil ao Cruzeiro. Reveja os melhores momentos abaixo.

 
.

Fonte: Globo Esporte