Uma das primeiras tarefas do novo técnico do Cruzeiro, o português Paulo Bento, é montar o time para o jogo de sábado, às 21h (de Brasília), contra o Figueirense, no Mineirão. De cara o treinador assume a equipe com duas baixas, que deram o que falar ainda no estádio Couto Pereira, na capital paranaense.  No sábado, o time celeste perdeu para o Coritiba por um a zero, na rodada de abertura do Brasileirão 2016.

A Raposa poderia arrancar um empate em campo, mas com as expulsões do lateral Lucas, aos 21 do segundo tempo, e do volante Romero, que pisou nas costas do adversário seis minutos depois, o time não conseguiu buscar o resultado (confira o lance envolvendo o argentino no vídeo acima).Após o jogo, nos vestiários do Couto Pereira, os dois jogadores reconheceram o erro e pediram desculpas aos companheiros.

Fábio, goleiro e capitão da equipe, entendeu as justificativas da dupla, que influenciou no tropeço em Curitiba.- Acho que a gana de vencer foi maior que a cabeça no lugar.

Ele (Romero) pediu desculpa para o grupo, o Lucas também. E a gente
assume a responsabilidade de um resultado negativo.

 LEIA TAMBÉM:>> Busca por reforços, agenda e baixas: os desafios de Paulo Bento na TocaO lateral Lucas não quis entrar em detalhes sobre o pedido de desculpas. Apenas reconheceu que a atitude prejudicou o time e assumiu a responsabilidade pelo cartão vermelho.

– Coisa de vestiário, a gente não comenta. São situações que lá acontecem.

É claro que a minha expulsão e também a dele deixaram o grupo na mão, mas a gente também assume esse tipo de responsabilidade. É ter
tranquilidade, vamos ter mais um jogo difícil em casa agora, e vencer é o que interessa.

 As duas jogadas vão merecer atenção do departamento jurídico da Raposa. O lateral Lucas levou dois cartões em menos de dois minutos, após uma falta no meio de campo e outra na linha de fundo, em lance que não gerava tanto perigo (reveja no vídeo acima).

O volante Lucas Romero foi maldoso em jogada contra César González e pisou nas costas do venezuelano, que deu um tapa antes no argentino. Caso a Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aja com rigor na denúncia, o meio-campo cruzeirense corre risco de ser punido com vários jogos de suspensão.

 Para a vaga do argentino, Paulo Bento deve escalar Ariel Cabral no meio-campo da Raposa. No caso da lateral direita, o treinador pode ter que improvisar um jogador no setor.

O ala Mayke, se encontra em tratamento no departamento médico. Se ele não estiver em condições de atuar, Bento pode optar pelo zagueiro Léo para jogar na posição.

*com informações da repórter Luciana Machado, da TV Globo Minas
.

Fonte: Globo Esporte