Filipe está a apenas dois pontos de se tornar o segundo maior pontuador da história da Superliga masculina. Porém, ele garante não pensar na marca pessoal com a decisão do torneio pela frente, contra o Campinas, neste domingo, às 9h40, com transmissão ao vivo da TV Globo e do SporTV. O ponteiro quer mais é que o Cruzeiro saia do Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, com o quarto título da equipe na competição.

Filipe vai para a decisão com 3.702 pontos, enquanto o oposto Lorena, do São José dos Campos (eliminado nas quartas de final pelos mineiros), soma 3.

703 acertos. Ezinho, ex-Minas e Montes Claros, lidera com 3.

728
pontos.
– Sinceramente esse fato vai ficar em segundo plano.

A
minha preocupação e intenção é que a nossa equipe jogue bem e que eu possa
desempenhar o meu papel muito bem. Não penso em fazer dois pontos para ser o
segundo maior pontuador.

Isso será uma consequência. Quero que a equipe vença e
que possa conquistar o sexto título em seis torneios.

Seria uma conquista para
coroar a melhor temporada da história do Sada Cruzeiro – afirmou o atleta de 36 anos.Se depender do retrospecto nesta edição, o Cruzeiro tem motivos para entrar com pensamento positivo na partida de domingo.

O time mineiro levou a melhor sobre o Campinas nos dois encontros na fase classificatória. Primeiro foi o triunfo por 3 sets a 2 na casa do adversário e depois 3 a 1 em Contagem (MG).

Porém, Filipe faz questão de exaltar a caminhada do rival paulista.- Vencemos os dois jogos, mas o Campinas é um time que
evoluiu bastante, ainda mais com o retorno do Wallace, que se recuperou de uma
lesão sofrida durante a temporada.

Chega à final com todos os méritos e temos de
ter muito cuidado. Taticamente é uma equipe que gosta de jogar com os centrais e
o oposto.

O levantador argentino gosta de usar muito as bolas de meio. Temos que
ficar espertos porque o diferencial deles é essa bola rápida e vamos tentar
neutralizar essa jogada da melhor forma possível – alertou Filipe.

.

Fonte: Globo Esporte