Riascos foi o assunto do dia no seu atual e ex-clube. Afastado do Cruzeiro por declaração polêmica após a derrota para o Fluminense neste domingo, no Rio, o atacante foi oferecido ao Vasco por intermediários horas depois do anúncio de que não iria atuar mais pela equipe mineira. A diretoria do clube mineiro deve definir o futuro do atacante nesta terça-feira.

Embora tenha se reforçado recentemente com dois jogadores para a posição – Júnior Dutra e Éderson -, o Vasco não descarta abrir negociação para ter de volta o colombiano. Entretanto, por conta do caixa restrito com as contratações, o Cruz-Maltino impôs limites financeiros à transação.

O clube aceita somente ter o jogador por empréstimo e pretende arcar com algo próximo a 50% do salário de Riascos, que atualmente gira em torno de R$ 250 mil. Um dos intermediários do jogador esteve em São Januário para uma reunião nesta segunda-feira.

Afastado do elenco, Riascos já foi comunicado que não atuará mais com a camisa do Cruzeiro. Por ora, o clube mineiro descarta a dispensa do colombiano e avalia medidas jurídicas.

O jogador acabou multado em 40% do salário.Entenda o casoDepois de atuar uma temporada emprestado ao Vasco, Riascos teve que voltar ao Cruzeiro em meados de maio deste ano.

O colombiano nunca escondeu que a sua intenção era permanecer atuando no clube do Rio de Janeiro. De volta à Minas Gerais, o atacante não conseguiu manter a sequência que vinha tendo no Vasco.

Com o time na zona de rebaixamento do Brasileirão, Riascos soltou o verbo após a oitava derrota do time na competição.- Para mim, não (está tudo bem), não está normal.

Não estou feliz com o que está acontecendo. Acho que temos que procurar uma solução.

Porque não pode tirar minha felicidade para jogar essa m..

aqui – disse ele.Na temporada de 2016, Riascos fez nove gols no Campeonato Carioca com a
camisa vascaína.

O colombiano tornou-se uma figura carismática para os
torcedores. Uma de suas características marcantes é a comemoração de gol
chamada de “gusanito”, em que ele imita uma minhoca no chão.

Antes de
retornar ao Cruzeiro, a permanência tinha o aval do técnico Jorginho. O
contrato com a Raposa vai até o dia 15 de janeiro de 2018.

* Colaborou Chandy Teixeira
.

Fonte: Globo Esporte