O Cruzeiro é tetra campeão da Copa do Brasil. Venceu a competição em 1993, 1996, 2000 e 2003 e é, ao lado do Grêmio, a equipe brasileira como mais títulos no torneio nacional. No futebolês, diz que uma equipe é copeira quando tem tradição de conquistar taças em competições eliminatórias.

Em 2014, o clube celeste bateu na trave, perdendo o título na final, para o Atlético-MG, na decisão. O zagueiro Léo admite que a Raposa tem uma responsabilidade diferente na competição nacional, mas rechaça qualquer tipo de favoritismo.

 – O Cruzeiro tem tradição nesta competição, mas eu acredito que esse favoritismo não acontece em relação ao Cruzeiro, porque é um campeonato que tem muitas outras equipes que também têm boa tradição. E isso vai se decidindo quando vai afunilando o campeonato.

Não existe esse favoritismo na Copa do Brasil. Mas (o Cruzeiro) é um time muito copeiro nesta competição.

LEIA TAMBÉM:>> No Estádio Amigão, Campinense e Cruzeiro estreiam na Copa do BrasilO Cruzeiro vai estrear na Copa do Brasil contra o Campinense, nesta quarta-feira, ás 21h45 (de Brasília), no
estádio Amigão, na cidade de Campina Grande, na Paraíba. O adversário é finalista
da Copa Nordeste e tem colecionado boas atuações neste início de temporada.

A
última vítima foi o Sport, que inclusive perdeu o treinador Falcão, após a eliminação
na competição.O zagueiro Léo disse que o Campinense pode representar um grande desafio para o Cruzeiro.

Já que eliminou o Sport da Copa Nordeste e tem um time muito organizado. – Sabemos que vai ser difícil, pelo calor provavelmente, uma equipe que vem disputando a final da Copa Nordeste.

Ter atenção para fazer um grande jogo e fazer a vitória. Fizeram frente ao Sport, um time que bateu de frente com o Sport.

Conseguiu se superar. A gente vai com todas as atenções, precavido, vendo alguns vídeos, para que possamos ir bem lá.

.

Fonte: Globo Esporte