Rafael será o titular do gol cruzeirense neste domingo, às
11h (de Brasília), diante do Santa Cruz, no Mineirão. O técnico Mano Menezes
optou por ele em vez de Lucas França, que vinha substituindo Fábio – que
passou por uma cirurgia no joelho direito. Lucas foi bem quando acionado, mas o treinador
preferiu pela experiência de Rafael – no clube desde 2008.

Até para fazer
justiça ao mineiro, que é o segundo goleiro do elenco. Ele só não foi escalado contra o Figueirense, na última rodada, porque estava se recuperando de contusão em um dedo da mão direita, sofrida antes de Fábio se machucar.

Mano
explica a escolha.

 

– A condução da semana foi para dar ritmo e
segurança aos dois, mas a opção que vou tomar vai ser por dar a Rafael a
oportunidade, como segundo goleiro que é do grupo.

Tão logo estivesse em
condição, a gente iria colocá-lo no gol. Essa é a decisão e a avaliação que
tivemos na semana de treinamento.

Vamos começar com o Rafael.

 

Volta após cinco mesesMano Menezes reafirma total confiança em Rafael e entende
que a mudança não tem nada de especial.

O goleiro tem 38 jogos pelo Cruzeiro – o último como titular foi no dia 9 de março, pela Copa da
Primeira Liga, na vitória de 2 a 1 em cima do Atlético-PR, no Mineirão. No currículo, tem dois campeonatos brasileiros e quatro títulos mineiros com a camisa do
clube.

– Vocês me perguntaram há duas semanas, quando íamos jogar
contra o Corinthians sem Fábio, que estava suspenso. Eu disse que não tem
que falar muito nessa hora.

Se fala demais, o jogador já fica desconfiado.
Todos nós confiamos nele e sabemos que o Rafael que é capaz.

Ele esteve sempre
muito próximo e só não teve mais oportunidades porque Fábio não dava, por
méritos. Agora é a hora que dentro do campo você tem que mostrar.

Temos
confiança que ele vai fazer bem.

.

Fonte: Globo Esporte