Segundo a descartar ida para o Cruzeiro, o técnico Marcelo Oliveira, que ainda está sem clube, publicou uma carta esclarecendo como aconteceu a negociação com o clube celeste. O treinador disse que não recusou a proposta realizada pela Raposa não foi negada por ele, mas sim que não pode aceitar abrir as negociações, porque já estava estudado uma sondagem de outro clube, cujo nome não foi revelado.- Decidi me
pronunciar através desta carta para esclarecer a situação que tratou do meu
possível retorno ao Cruzeiro.

Desde que o Deivid deixou o comando do time, eu já imaginava
que meu nome poderia ser cogitado pela diretoria do clube para assumir
novamente o cargo de técnico da equipe. Vi que alguns veículos realizaram
enquetes para avaliar a opinião da torcida e que meu nome aparecia em todas, o
que me deixa profundamente feliz.

No entanto, passaram-se os dias e quando, de
fato, o Cruzeiro entrou em contato comigo, eu já havia recebido uma sondagem de
outro clube e assumido um compromisso verbal de que avaliaria as condições que
me foram apresentadas. Sendo assim, naquele momento, eu não mais estava
disponível para abrir uma outra negociação.

Por isso, eu não recusei a proposta do Cruzeiro;
na verdade, não pude aceitar. Aproveito para deixar claro aqui meu respeito ao
Cruzeiro, clube onde vivi grandes momentos, certo de que tal convite é demonstração de reconhecimento do meu
trabalho – escreveu o treinador, em breve comunicado divulgado por sua assessoria pessoal.

Preferido pela torcida em enquete realizada pelo <b>GloboEsporte.com</b> na semana passada – com mais de 50% dos votos –  Marcelo Oliveira não treina uma equipe desde o começo de março, quando deixou o Palmeiras, após resultados ruins na Libertadores.

O treinador esteve entre 2013 e 2015 no clube, quando foi bicampeão do Brasileiro e uma vez do Campeonato Mineiro.O treinador foi o segundo a a recusar uma oferta do Cruzeiro em menos de uma semana.

 Indagado em coletiva sobre a possibilidade de treinar a Raposa, Ricardo Gomes declarou que deseja continuar no Botafogo. Na noite de sábado, o Vasco divulgou que o técnico Jorginho – que estava na mira celeste – vai permanecer no clube carioca “por tempo indeterminado”.

 Na lista cruzeirense consta também o nome de Reinaldo Rueda, treinador do Atlético Nacional, da Colômbia. O estrangeiro tem um compromisso de vida ou morte, nesta terça-feira, pela Libertadores.

Em Medellín, o time colombiano decide vaga nas quartas de final da da competição, contra os argentinos do Huracán, após empate por 0 a 0 no primeiro jogo. A eliminação do Nacional pode facilitar a aproximação entre Rueda e Cruzeiro.

O nome de Paulo César Falcão, ex-técnico do Sport, Bahia e Internacional, foi descartado pelos dirigentes da Raposa.Com Geraldo Delamore, como técnico interino, o time celeste encara o Campinense, na próxima quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Mineirão.

Válida pela Copa do Brasil, a partida decide classificação à próxima fase da competição. Quem vencer passa de fase e encara o Londrina, do Paraná.

Como o primeiro confronto terminou sem gols, nova igualdade por 0 a 0 leva à disputa de pênaltis. Empate com gols classifica a equipe paraibana, por ter balançado as redes fora de casa.

 
.

Fonte: Globo Esporte