Campeão pela primeira vez do Campeonato Inglês, o Leicester ocupa
apenas o 17º lugar no ranking de investimentos dos clubes da Premier League –
valor quase cinco vezes menor que o Chelsea, dono do topo da listagem com um
valor de R$ 1,1 bilhão referentes à atual temporada. Na comparação com o
futebol brasileiro, no entanto, o “azarão” estaria atrás apenas de Cruzeiro,
São Paulo e Corinthians em termos de gastos com o departamento de futebol. De acordo com o levantamento do site Total Sportek, o
Leicester gastou R$ 247 milhões para erguer a taça este ano no futebol inglês.

Seria
o quarto de maior investimento se fosse um clube brasileiro: a Raposa foi a
dona do maior gasto com folha de pagamento em 2015, com R$ 306 milhões, seguida
por São Paulo (R$ 274 milhões) e Corinthians (R$ 250 milhões), segundo dados da Amir Somoggi Consultoria.
Consideradas as devidas proporções, o título do Leicester na
Premier League, em termos de investimento financeiro, representa uma
conquista da Chapecoense na Série A do Campeonato Brasileiro.

O time
catarinense gastou com futebol, em 2015, R$ 41 milhões e é o 17º no ranking, a
frente apenas de Ponte Preta, Figueirense e Joinville.
O nível do investimento do Leicester explica o grau de improbabilidade
do título conquistado na atual temporada, com duas rodadas de antecedência.

Desde 1995, apenas Chelsea,
Manchester City, Manchester United, Arsenal e Liverpool figuraram entre os
campeões – justamente os cinco primeiros no ranking. Confira a tabela abaixo.

Lineker se emociona com título do Leicester: “Maior zebra dos esportes”
.

Fonte: Globo Esporte