O time com maior torcida do Brasil é
o Flamengo. O time mais odiado do Brasil é o Corinthians. Essas
constatações fazem parte de pesquisa realizada pelo Paraná Pesquisas.

Trata-se da primeira pesquisa sobre o
assunto feita por esse instituto. As respostas eram espontâneas.

Duas
perguntas foram feitas pessoalmente a 4.066 entrevistados com mais de 16 anos
entre março e abril deste ano, em 214 municípios de 24 estados: “Para
qual time você torce?” e “Qual é o time que você mais odeia?” A amostra
atinge um grau de confiança de 95% para uma margem de erro de 1,5%.

As
respostas para a primeira pergunta seguem a tendência das últimas
pesquisas de tamanho de torcida, com Flamengo (16,5%),
Corinthians (13,6%) e São Paulo (7,9%) no pódio, seguidos por Palmeiras
(5,6%) e Vasco (4,5%). A partir daí, os resultados divergem – o que é
natural, já que são institutos diferentes, com metodologias diferentes.

 Nesta
pesquisa, o Cruzeiro aparece em sexto lugar, com 4% da torcida, seguido
de Grêmio (3,3%), Santos (3,2%), Atlético-MG (2,8%) e Internacional
(2,6%). O primeiro clube fora do eixo Rio-São Paulo-Porto Alegre-Belo
Horizonte é o Bahia, com 1,8%.

Está à frente de Botafogo (1,8%),
Fluminense (1,6%) e Sport (1,5)%. Outros clubes foram citados por 10%
dos entrevistados.

Nenhum time estrangeiro foi citado.A novidade desta pesquisa é o
índice de rejeição de cada clube.

E o Corinthians surgiu como o time
mais odiado do país, com 14,6% das respostas, uma ampla vantagem para
Flamengo (8,6%), Vasco (5,9%), Palmeiras (5,3%) e São Paulo (3,2%).
Depois aparecem Atlético-MG (1,9%) e Cruzeiro (1,6%) em empate técnico,
assim como Internacional (1,6%) e Grêmio (1,4%).

 Chama
atenção o que pode ser entendido como desinteresse do brasileiro por
futebol  ou, pelo menos, pelos times de futebol. A resposta mais citada
para a pergunta “por que time você torce” foi “por time nenhum”, com
19,4%.

Ao mesmo tempo, a pergunta “qual o time que você mais odeia” teve
como resposta mais citada “gosto de todos os times”, com 46,9% das
respostas – que também eram espontâneas.
.

Fonte: Globo Esporte