O Cruzeiro volta a campo no próximo domingo. Às 18h30 (de Brasília), enfrenta o Figueirense, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela segunda rodada do returno do Campeonato Brasileiro. Com o pior aproveitamento como mandante na competição, o Cruzeiro se dá melhor jogando fora de casa.

O fato de atuar em Santa Catarina neste domingo é um alento a mais para o meia Robinho, que ficou muito incomodado com mais um empate, em Belo Horizonte, na última rodada, quando o Cruzeiro ficou no 2 a 2 com o Coritiba.- Incomoda, porque você precisa vencer em casa.

Time que quer sair da zona de rebaixamento precisa vencer em casa. Se não vencer, permanece na zona, não tem como.

Fora de casa, a gente está conseguindo somar os pontos. Temos que voltar a ter essa força de vencer dentro de casa.

Contra o Figueirense, vai ser um jogo diferente. Eles vão sair para o jogo, diferentemente do Coritiba, que ficou o jogo inteiro atrás.

O time está melhorando. A gente precisa o mais rápido possível somar pontos para sair dessa situação.

O resultado ruim diante do Coxa não vai atrapalhar a sequência do Cruzeiro nem abalar o moral do time, segundo Robinho. O meia espera que o time compense os pontos perdidos vencendo mais uma fora de casa.

– Psicologicamente não vai atrapalhar, porque a gente sabe que o time está crescendo e vai sair dessa situação. É difícil (a situação), porque a gente contava com a vitória dentro de casa.

Demos alguns vacilos e isso é difícil. O professor já falou com a gente, cobrou e agora temos que vencer fora de casa.

Não podíamos vacilar dentro de casa, mas agora é vencer o próximo jogo.
.

Fonte: Globo Esporte