O Sport não tomou conhecimento do Cruzeiro no Mineirão e, contando com grande atuação do goleiro Magrão, venceu o jogo do desespero da rodada do Campeonato Brasileiro, por 2 a 1. Os dois gols foram marcados pelo atacante Rogério, outro grande nome do Leão. O gol de honra do Cruzeiro foi marcado por Willian, já nos descontos do segundo tempo.

O excesso de chances perdidas no começo da partida desestabilizou o Cruzeiro e fez o Sport crescer no jogo e fazer os dois gols que garantiram a vitória. Com a vantagem no placar, o time do Recife foi inteligente e soube administrar o resultado.

O resultado fez com que o Sport saltasse para a 14ª colocação na tabela de classificação, com 18 pontos, enquanto o Cruzeiro caiu para a 19ª, com apenas 15 pontos.Na próxima rodada, a 17ª, o Sport recebe o Atlético-PR, sábado, às 18h30 (de Brasília), na Ilha do Retiro.

O Cruzeiro joga um dia depois. Domingo, às 16h, enfrenta o Santos na Vila Belmiro.

O jogoO confronto dos desesperados começou com o dono da casa encurralando o visitante. O volume de jogo do Cruzeiro era tão grande que, em 20 minutos de jogo, já tinha perdido três chances claras de gol, enquanto o Sport ainda não tinha finalizado.

A falta de pontaria do ataque fez a torcida lembrar de outros jogos no Brasileirão, em que o Cruzeiro dominava a partida, mas não abria o placar, enquanto o adversário conseguia o gol no primeiro lance que tentava.Foi exatamente o que aconteceu no Mineirão.

O Cruzeiro cansou de perder gols. Foram pelo menos seis oportunidades perdidas.

Até que o Sport abriu o placar na primeira tentativa. Aos 37 minutos, Diego Souza deu bom passe para Rogério ajeitar e bater sem chances de defesa para Fábio.

O chavão mais antigo do futebol valeu mais uma vez: quem não faz, leva.Em cinco minutos de segundo tempo, o roteiro do primeiro se repetiu.

O Cruzeiro perdeu mais uma chance clara e o Sport fez mais um gol. Everton Felipe arrancou com a bola pelo meio da defesa cruzeirense e tocou para Rogério bater com estilo e fazer seu segundo gol na partida.

A partir daí, o jogo ficou concentrado, na maior parte do tempo, no campo de defesa do Sport. O Cruzeiro se mandou todo para o ataque, em alguns momentos de forma desordenada.

Com isso, teve mais algumas chances de gol, mas cedeu muito espaço para o Sport contra-atacar. O tempo foi passando e o desespero foi tomando conta do Cruzeiro, que abusou das bolas alçadas na área.

No apagar das luzes, aos 47 minutos, Willian aproveitou uma confusão na área para empurrar a bola para as redes. Já era tarde para uma reação e a vitória do Sport já estava garantida.

O Cruzeiro exagerou no excesso de gols perdidos, enquanto o Sport teve em Magrão e Rogério duas figuras fundamentais para a vitória. Na briga com o rebaixamento, melhor para os pernambucanos, que respiram um pouco e deixam os mineiros em situação cada vez mais dramática.

.

Fonte: Globo Esporte