O Santos segue firme na briga pelas primeiras posições do Brasileirão. Neste domingo, na Vila Belmiro, o Alvinegro venceu o Cruzeiro por 2 a 0, gols de Vitor Bueno e Lucas (contra), pela 17ª rodada da competição. Já são cinco jogos de invencibilidade do time do técnico Dorival Júnior.

Por falar em treinador, o time mineiro estreou Mano Menezes nesta tarde. Ele vai ter trabalho.

..

A vitória leva o Peixe aos 32 pontos, agora na vice-liderança. Mas essa condição pode mudar após os resultados dos jogos das 18h30.

Palmeiras e Grêmio podem passar o Santos na tabela. O Cruzeiro, por sua vez, segue em situação dramática na vice-lanterna.

Já são seis jogos sem vencer, com cinco derrotas e apenas um empate. O time celeste tem 15 pontos em 17 jogos.

VEJA A TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRONa próxima rodada do Brasileirão, o Santos joga de novo como mandante. Mas dessa vez em Cuiabá.

O jogo contra o Flamengo, quarta-feira, às 21h45, será na Arena Pantanal. O Cruzeiro, por sua vez, joga quinta-feira, às 21h, contra o Inter, no Independência, em Belo Horizonte.

Primeiro tempoNão teve gol, não teve nenhuma jogada brilhante, mas o primeiro tempo do duelo entre Santos e Cruzeiro foi bem movimentado. Dos dois lados.

Tanto o Peixe quanto a Raposa tentaram chegar ao ataque criando, mas erraram muito passes, perderam muitas bolas e tiveram raras chances. Ricardo Oliveira foi a principal arma dos donos da casa, e Willian comandou o time visitante.

O atacante do Cruzeiro, aliás, perdeu a melhor oportunidade da etapa inicial: o goleiro Vanderlei se atrapalho a bola, Willian ficou com ela e chutou cruzado, sem goleiro. Mas a bola foi pra fora.

Do lado santista, Ricardo Oliveira teve boa movimentação no ataque, mas as conclusões foram longe do gol defendido por Fábio. O placar sem gols refletiu, enfim, o que foi o primeiro tempo.

Segundo tempoNo retorno para o segundo tempo, o Cruzeiro teve duas boas oportunidades de abrir o placar. Uma seguida da outra.

Aos seis minutos, Willian recebeu a bola de Robinho e tocou na saída de Vanderlei. Luiz Felipe tirou, mas a bola iria pra fora.

Um minuto depois, Rafael Sóbis apareceu em boa condição do lado esquerdo, mas o goleiro do Peixe fez boa defesa.Depois desses dois sustos, o Santos acordou.

Partiu para cima do Cruzeiro e abriu o placar aos 16 minutos. Caju deu bela assistência para Vitor Bueno, que bateu rasteiro, sem chance para  Fábio.

O goleiro da Raposa, aliás, foi surpreendido aos 29 minutos, quando Lucas cabeceou contra o próprio gol (após cruzamento de Victor Ferraz) e aumentou a vantagem do Peixe.O Cruzeiro até tentou esboçar alguma reação, mas não conseguiu pressionar o Santos, que com bom toque de bola controlou a partida e sacramentou a vitória.

.

Fonte: Globo Esporte