A classificação para a segunda fase da Copa do Brasil veio
com muito drama. A vitória do Cruzeiro por 3 a 2 sobre o Campinense, no
Mineirão, desagradou a torcida, que cobrou muito dos jogadores durante os 90
minutos e vaiou o time na saída de campo. A atuação não foi boa, e os jogadores
estão cientes disso.

Para piorar, o tempo para o próximo jogo é curto, já que o
duelo contra o Londrina, pela segunda fase da Copa do Brasil, é na próxima
terça-feira.Até a próxima partida, o técnico interino, Geraldo Delamore,
deverá ter quatro atividades para melhorar alguns aspectos do time visando a
partida contra o Londrina.

O aguardado novo treinador pode até ser confirmado
até lá, mas não estará no banco comandando a equipe no interior do Paraná.SAIBA MAISInterino atribui “classificação sofrida” do Cruzeiro a componente emocionalAtacante Willian encerra jejum e se isola na artilharia do novo MineirãoA questão da falta da confirmação do treinador é chave para
o Cruzeiro corrigir os erros.

O capitão Fábio ressalta que dentro de campo não
interfere muito a ausência do técnico efetivo, mas fora dele atrapalha.Não dentro de campo 100%, mas fora de campo sim, porque
este técnico nós não sabemos quem será o técnico, se ele conhece o grupo do
Cruzeiro, se vai chegar jogadores novos.

Tudo isso gera uma dificuldade cada vez
maior- Não, dentro de campo 100%, mas fora de campo sim, porque
nós não sabemos quem será o técnico, se ele conhece o grupo do
Cruzeiro, se vai chegar jogadores novos. Tudo isso gera uma dificuldade cada vez
maior.

E tempo, que vai passando dez dias, passa 15 dias sem o treinador, são
dias a menos que a gente vai ter para trabalhar. Ai entra o Brasileiro, é jogo
em cima de jogo, com certeza isso pesa bastante.

Mas dentro de campo a equipe
tem que fazer por onde e merecer.Dentro de campo, um dos aspectos que precisam ser corrigidos
por Delamore é a saída de bola.

Contra o Campinense, em várias oportunidades os
zagueiros precisaram voltar a bola até o goleiro Fábio por não encontrar um
companheiro desmarcado. A situação foi a que mais irritou a torcida durante o
jogo.

A falta de entrosamento de Lucas, que fez sua estreia no
jogo contra o Campinense, com os demais companheiros no lado direito, será
fundamental para melhorar a produção de jogadas no setor. Ainda sem estar 100%,
o jogador reconheceu que precisa melhorar a parte física.

– Eu acho que foi boa (a estreia), podendo melhorar em
alguns aspectos, claro. Tive um inicio bom de ataque, voltando e recompondo,
mas depois eu senti.

Vinha há algumas partidas sem jogar no Palmeiras. Preciso
pegar mais algumas partidas para melhorar, mas para uma estreia, vitória e
classificação.

Não foi do jeito que o torcedor queria, mas foi uma boa estreia –
destacou o novo lateral.O entrosamento de Lucas com os companheiros facilita na
saída de bola, que ajudaria na correção de outro erro: passes errados.

Contra o
Campinense, o Cruzeiro abusou dos erros de passes e lançamentos, tanto no
ataque, quanto na defesa. Contra o Londrina, que vai disputar a Série B do
Brasileiro, a atenção tem que ser maior e os erros minimizados para o time sair
com um bom resultado do Paraná.

 
.

Fonte: Globo Esporte