Em meio a uma densa neblina que assolava Porto Alegre, surgiu a estrela de Luan para iluminar o Grêmio na noite deste domingo, na Arena, em jogo válido pela 9ª rodada do Brasileirão. Com grande atuação, o atacante comandou o Tricolor na vitória de 2 a 0 sobre o lanterna Cruzeiro, na Arena. Luan e Douglas anotaram os gols da vitória, enquanto o uruguaio Arrascaeta desperdiçou chance a descontar, ao isolar uma cobrança de pênalti.

Wallace Reis, Maicon e Pedro Geromel ainda tiveram de ser substituídos por lesão e se tornam preocupação para Roger Machado. LEIA MAIS>> Confronto: Grêmio 2×0 Cruzeiro, na Arena>> Confira a tabela do Campeonato BrasileiroCom a vitória, o Grêmio permanece em alta e sobe para a terceira colocação, com 18 pontos – um a menos do que Inter e Palmeiras.

Já a O Cruzeiro amarga a última colocação, com oito, ao lado de América-MG, Botafogo, Sport e Coritiba. Além da neblina que tomou conta da Arena, o primeiro tempo foi pouco movimentado por 42 minutos.

Nenhuma das equipes conseguia chegar com ímpeto no ataque, e o jogo ficou repleto de lances feios e erros de passe. Mas Luan acordou quase no final.

Aos 42, acertou a trave em chute colocado de canhota. Dois minutos depois, Everton cruzou da direita na cabeça do atacante, que completou livre para abrir o placar.

Se a etapa complementar apresentou ainda menor visibilidade, em campo, os jogadores não sentiram nenhum problema. Pelo contrário, mostraram um segundo tempo bem mais intenso.

Craque do time, Luan sobrava em campo. Logo aos seis minutos, se livrou de dois marcadores e arriscou de longe.

Fábio deu rebote e Douglas não perdoou. De peixinho, ampliou para 2 a 0.

E aí veio a “zica” gremista. Na primeira etapa, Wallace Reis já havia pedido para deixar o gramado, com dores.

Depois, foi a vez de Maicon e Geromel caírem no campo quase ao mesmo tempo e precisarem deixar a partida. Atrás no placar, o Cruzeiro teve um momento de lucidez.

Aos 21, Riascos bateu a gol e a bola desviou no braço do “zagueiro” Marcelo Oliveira: pênalti claro. Arrascaeta foi para a cobrança, mas exagerou na força e jogou longe.

Perdeu a chance não só de descontar, como de remotivar o time em busca do empate. No finalzinho, o Tricolor ainda quase ampliou: Giuliano arriscou de fora da área e obrigou Fábio a executar grande defesa, em bola que desviaria no travessão.

       
.

Fonte: Globo Esporte