Provavelmente você já deve ter ouvido falar de Mayke como uma das maiores revelações do Cruzeiro nos últimos anos. Lateral-direito titular do bicampeonato brasileiro de 2013 e 2014, foi especulado em grandes clubes da Europa e colocado, junto com Lucas Silva, como uma das joias do clube. Mas o que aconteceu com o jogador em 2015 e 2016? O rendimento caiu e ele perdeu a posição para Fabiano.

Com a contusão do titular, Mayke recebeu uma nova chance contra o Guarani-MG. Foi titular na vitória por 2 a 0, no Mineirão, apoiou em alguns momentos do jogo e ganhou elogios do chefe.

Para Deivid, Mayke esteve bem na partida. O treinador acredita que a queda de rendimento do jogador não pode ser motivo para desânimo.

E acredita que confiança, apoio do torcedor e foco nos objetivos são os principais aspectos que Mayke deve se ater para conseguir recuperar a boa forma do bicampeonato. – O Mayke foi muito bem.

Em 2013 e 2014 foi um
dos destaques do Campeonato Brasileiro. Ele não saiu (do país), e acredito que
abaixou um pouco a cabeça.

Agora está voltando a ser o Mayke de 2013 e
2014. O meu objetivo aqui é recuperá-lo da forma que atuou naqueles anos,
porque ninguém desaprende a jogar futebol.

Acho que com o apoio do torcedor,
ele tem tudo para ser o Mayke de 2013 e 2014. Hoje não tem muitos laterais para
a Seleção.

Ele tem que pensar em Seleção, ter objetivo na vida. Tem potencial e
qualidade.

Sem dúvida ele vai despontar mais uma vez e ser o Mayke que sempre
foi. Em 2013, o lateral viveu seu auge.

Relembre uma reportagem da época, em que comemorava a boa fase dentro de campo com a esposa. (veja no vídeo abaixo) Deivid exalta o perfil do Cruzeiro de revelar jogadores das categorias de base.

Disse que se sente contente em dar oportunidade e confiança não só para Mayke, mas também para os outros jovens do clube.- Quando eu atuei aqui, na Tríplice Coroa, acho
que tinha 12 da base.

Essa é a história do Cruzeiro, de dar oportunidade.
Nós temos muitos hoje: o (Bruno) Viana, o Kevin, que acabou de subir, o Alex, o
Mayke, o Alisson, o Elber, o Fabrício.

Jogadores de qualidade que estão ganhando experiência para que, daqui a um ano, o Cruzeiro possa ganhar com eles. Espero que possam ter sucesso como teve o Lucas Silva e outros.

Fico feliz de estar podendo ajudá-los. 
.

Fonte: Globo Esporte